GP1

Teresina - Piauí

Wilson Brandão diz que eleição para o TCE não tem cor partidária

"Essa eleição pertence a Assembleia. Não pode partidarizar uma eleição para o Tribunal", disse Brandão.

O deputado estadual Wilson Brandão (Progressistas) voltou a dizer que a eleição para conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Piauí é apartidária e que não deve ter interferência de outros poderes nos entendimentos. De acordo com ele, essa eleição pertence a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).

“Eu tenho dito que essa eleição não pertence a partido A ou a partido B, nem governo e nem a oposição. Essa eleição pertence a Assembleia. Você não pode partidarizar uma eleição para o Tribunal de Contas. Aqui sou candidato dos 29 deputados, comigo 30. Não tem cor partidária nessa eleição, o que tem é articulação, currículo, história de parlamento, história da sociedade piauiense. Isso vai contar muito na hora do voto”, disse Brandão.

Foto: Alef Leão/GP1Wilson Brandão
Wilson Brandão

Abstenção

O deputado do Progressistas ainda falou sobre a proposta do presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), Themistocles Filho (MDB), em levar à Mesa Diretora da Casa a aprovação de resolução para que os deputados, que disputam a vaga de conselheiro do TCE, não participem da votação na Corte de Contas. Com isso, a eleição que está marcada para o dia 16 de setembro não teria votos de quatro parlamentares: Flora Izabel (PT), Wilson Brandão (Progressistas), Zé Santana (MDB) e Flávio Júnior (PDT).

“Isso tem que ser discutido junto aos juristas que possam nos dar um parecer abalizado nesse sentido”, declarou Brandão.

Candidatos

Os deputados estaduais Flávio Nogueira Júnior (PDT), Zé Santana (MDB), Flora Izabel (PT), Wilson Brandão (Progressistas), os advogados Nayara Negreiros e Thiago Normando, o contador Roosevelt Figueiredo, o procurador-geral do Município de Teresina, Ricardo Teixeira, o auditor do TCE, José de Jesus Cardoso e, por fim, o promotor de Justiça, Flávio Teixeira de Abreu Júnior estão na disputa.

Análise

Todas as inscrições recebidas pela Secretaria Geral da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Piauí serão analisadas no decorrer da semana pela Comissão formada pelos deputados Júlio Arcoverde (Progressistas) e Carlos Augusto (PL), pelo procurador Marcos Patrício e o consultor legislativo, José Ribamar Pessoa Júnior.

Ao final da análise, a relação das candidaturas homologadas será oficialmente publicada na sexta-feira (03/09) e a sessão especial para eleição está marcada para o dia 16 de setembro.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.