GP1

Teresina - Piauí

Pintor morre no HUT após ter corpo queimado; ex-mulher é suspeita

A PM informou que a acusada alegou ter realizado o crime devido a ameaças que ela e seus filhos sofriam.

Um pintor identificado como Júlio Gabriel de Jesus Alves, 29 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (13), no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), após ter 50% de seu corpo incendiado no Conjunto Árvores Verdes, na zona leste de Teresina. A suspeita do crime trata-se da ex-companheira da vítima, de iniciais J. F. de S., de 26 anos.

Ao GP1, o 5º Batalhão da Polícia Militar do Piauí informou que, inicialmente, uma equipe da Força Tática foi acionada, por volta de 4h, para atender uma situação de violência doméstica, porém ao chegar no local, os policiais encontraram a suspeita confessando ter ateado fogo no ex-companheiro, porque ela e seus filhos estavam sofrendo ameaças de Júlio Gabriel.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1 5º Batalhão Policial Militar
5º Batalhão Policial Militar

Ainda segundo o 5º Batalhão da PM, Júlio Gabriel foi encaminhado por meio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), com 50% do corpo queimado, porém, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda durante a madrugada de segunda-feira.

A mulher já havia sido encaminhada à Central de Flagrantes de Teresina, onde fora autuada por tentativa de homicídio, porém, com o óbito de Júlio, o caso deverá ser investigado como homicídio. Após a situação, ela passou por audiência de custódia e a Justiça lhe concedeu prisão domiciliar em razão de a vítima ter filho menor de idade.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.