GP1

Teresina - Piauí

“Só posso pedir perdão”, disse Marcos Vitor para mãe de vítima

No texto enviado para Priscila Karine via WhatsApp, o acusado não nega ter praticado os crimes.

O estudante Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira, acusado de abusar sexualmente de duas crianças da própria família, enviou mensagem à mãe de uma das vítimas logo após as meninas terem revelado os abusos. No texto enviado para Priscila Karine via WhatsApp, ele não nega ter praticado os crimes.

Marcos Vitor iniciou a mensagem dizendo que o caso foi uma “parte escura” de sua vida e que nada o exime do que aconteceu. Ele pede perdão para a mãe a para toda a família. “Essa foi uma parte escura da minha vida que me envergonha muito e que eu nunca queria voltar. Não existe nada que justifique o que aconteceu, nada que me exima. Eu só posso pedir perdão pra você e pra toda a família que sempre me acolheu muito bem”, escreveu.

Foto: Reprodução/WhatsAppMensagem enviada por Marcos Vitor
Mensagem enviada por Marcos Vitor

Ele afirma ainda que faria o que fosse necessário para “reverter todo o impacto negativo” e “para deixar esse passado de lado”. Marcos Vitor também menciona as duas irmãs pequenas, sendo que uma delas também afirmou ter vítima do irmão.

“Eu faço o que for preciso pra tentar reverter todo o impacto negativo que eu causei, o que for preciso pra ajudar a deixar esse passado de lado. Eu tenho minhas irmãs e pra mim pode-se dizer que elas são minha vida”, colocou.

“Nada que diminua a culpa que sinto”

Foto: Reprodução/InstagramEstudante de medicina Marcos Vitor
Estudante de medicina Marcos Vitor

Marcos Vitor finalizou a mensagem falando que nada poderia diminuir a culpa que ele sentia, e que iria entender se a família não o perdoasse. “Nesse momento eu realmente não tenho nada que eu possa falar, nada que diminua a culpa que eu sinto. Eu vou entender se não me perdoarem, eu também não sei se perdoaria, mas quero que saibam que aquele não sou eu. Mais uma vez falo que faço o que for preciso pra superar essa vergonha”, concluiu.

Entenda o caso

Marcos Vitor foi acusado de abusar sexualmente da irmã e da prima, duas crianças, quando ainda residia em Teresina. Atualmente ele cursa medicina em uma faculdade particular em Manaus (AM). O caso virou notícia no GP1, que entrevistou as mães das vítimas.

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), já deu início às investigações.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.