GP1

Teresina - Piauí

Vereadora é presa acusada de provocar acidente e desacatar delegada em Teresina

A jovem é filha da ex-prefeita de Uruçuí, Débora Renata e do ex-deputado estadual Chico Filho.

A vereadora Laysa Coelho de Araújo (MDB), do município de Uruçuí, foi presa em flagrante na manhã de sábado (25) após se envolver em um acidente de trânsito no bairro São João, na zona leste de Teresina. A jovem vereadora é filha da ex-prefeita de Uruçuí, Débora Renata e do ex-deputado estadual, Chico Filho.

A vereadora estava dirigindo uma caminhonete Amarok e colidiu com uma motocicleta. A vítima, que pilotava a motocicleta, foi identificada como Jesiane Nunes Melo, que ficou gravemente ferida e teve que passar por uma cirurgia. Ela continua internada no Hospital da Unimed.

Foto: Reprodução/InstagramVereadora Laysa Coelho
Vereadora Laysa Coelho

O GP1 conversou na manhã deste domingo (26) com o marido da vítima, o advogado Merval Lúcio, que relatou como aconteceu o acidente. O advogado ainda acusou a vereadora de tentar suborná-lo oferecendo a quantia de R$ 10 mil para que o caso não fosse denunciado.

“Ela [vereadora] vinha descendo na rua perpendicular ao cruzamento do condomínio San Diego, no bairro São João, por volta das 8h30. Ela invadiu a preferencial. Minha esposa estava indo para o preparatório de um concurso que ela iria fazer hoje, do Banco do Brasil, que ela já não vai mais fazer porque se acidentou”, contou o advogado.

A jovem, que conforme o marido da vítima, não tem CNH, se negou a fazer o teste do bafômetro. “Ela estava embriagada, não tem CNH, se negou a fazer o teste do bafômetro e tentou me subornar para que não fosse para frente”, continuou o marido da vítima ao GP1.

Vítima foi arremessada

Merval explicou que com o impacto da batida, a esposa foi arremessada 8 metros, tendo diversas fraturas. Laysa Coelho tentou fugir do local do acidente, mas a moto da vítima impediu o veículo de seguir viagem.

“Ela vinha bêbada com outro rapaz no carro. O carro estava cheio de bebida alcoólica. Ela arremessou minha esposa 8 metros em uma parede lateral. Quando ela tentou se evadir, ela arrastou a moto da minha esposa por cinco metros. Ela só parou porque a moto ficou embaixo do carro e suspendeu a frente do carro e não teve mais como sair”, afirmou Merval.

A vítima teve lesões em 4 vertebras, uma fratura no ombro e no crânio e passou por cirurgia. Jesiane Nunes está internada no Hospital da Unimed em Teresina.

Quis intimidar a delegada

O advogado contou ainda que a vereadora Laysa Coelho tentou intimidar a delegada que estava de plantão na Central de Flagrantes, tentando citar a influência política de sua família.

“A delegada foi falar com ela e ela virou para a delegada e disse ‘você não sabe com quem você está mexendo, não tem noção da confusão que você se entrou’. Estava desacatando, tentando intimidar a delegada”, relatou o advogado ao GP1.

Ainda de acordo com Merval, a jovem estava acompanhada de um vereador de um município do Maranhão, identificado apenas como Paulo, que tentou assumir a culpa do acidente, tendo em vista que a jovem não possuía CNH.

“Ela ainda fez piada comigo, disse que o sapato dela valia três motos. Veio um rapaz que estava com ela e tentou assumir a culpa dela, ele é do Maranhão”, finalizou o advogado.

Outro lado

O GP1 tentou entrar em contato com a vereadora Laysa Coelho na manhã deste domingo (26) por meio dos números cadastrados no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas as ligações não foram atendidas.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.