GP1

Teresina - Piauí

Dono do Frango Potiguar e advogados são encaminhados para o sistema prisional

João Paulo de Carvalho, seu tio e seu primo são suspeitos de matar os adolescentes Anael e Luian.

Durante audiência de custódia realizada nesta quarta-feira (09), o juiz Valdemir Ferreira Santos decidiu pela legalidade das prisões do empresário João Paulo de Carvalho Rodrigues e dos advogados Francisco das Chagas Sousa e Guilherme de Carvalho, tio e primo de João Paulo respectivamente. Com isso, eles foram encaminhados para a o sistema prisional.

Os três homens são suspeitos de torturar e matar os adolescentes Anael Natan Colins Souza da Silva, 17 anos, e Luian Ribeiro de Oliveira, de 16 anos, crime ocorrido em novembro do ano passado.

Foto: Lucas Dias/GP1Dono do Frango Potiguar, João Paulo foi preso pelo DHPP
Dono do Frango Potiguar, João Paulo foi preso pelo DHPP

De acordo com a delegada Vanda Abreu Costa, Coordenadora da Audiência de Custódia, a audiência com os três presos ocorreu dentro da legalidade e seguindo os preceitos processuais penais. Ela ressaltou que dois deles, no caso Francisco das Chagas e Guilherme de Carvalho, possuem prerrogativas por serem advogados.

“A audiência analisou tão somente o ato de cumprimento dos mandados de prisão preventiva, não cabendo neste momento quaisquer apreciações sobre o mérito. Após a conclusão da referida audiência os presos foram encaminhados para o sistema prisional, atendendo-se a todas as previsões legais, uma vez que dois dos presos dispõem de prerrogativas durante o cumprimento do decreto judicial. A referida audiência atende aos normativos do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) previstos nos Tratados Internacionais de Direitos Humanos”, afirmou a delegada.

Foto: Alef Leão/GP1Guilherme de Carvalho Gonçalves Sousa e Francisco das Chagas Sousa, filho e pai presos pelo DHPP
Guilherme de Carvalho Gonçalves Sousa e Francisco das Chagas Sousa, filho e pai presos pelo DHPP

João Paulo de Carvalho, Francisco das Chagas Sousa, e Guilherme de Carvalho permanecerão presos cautelarmente durante o curso do processo até decisão judicial em contrário.

Prisões

O empresário João Paulo de Carvalho Rodrigues, dono do Frango Potiguar, foi preso novamente na manhã desta terça-feira (08), junto do tio Francisco das Chagas Sousa e do primo Guilherme de Carvalho Gonçalves Sousa.

Eles são investigados sob suspeita de terem participado do assassinato dos adolescentes Anael Natan Colins Souza da Silva, 17 anos, e Luian Ribeiro de Oliveira, de 16 anos, encontrados mortos às margens da PI 112 em novembro de 2021.

“Motivação” do assassinato

Em entrevista exclusiva ao GP1 nesta quarta (09), o delegado Luiz Guilherme, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), revelou a versão apresentada pelo advogado Guilherme de Carvalho Gonçalves Sousa sobre o que teria “motivado” o assassinato de Anael e Luian.

De acordo com o delegado, o advogado Guilherme de Carvalho disse em depoimento que a invasão dos adolescentes à residência de sua família foi o estopim de uma situação que já era corriqueira e irritava os moradores da propriedade. “Ali [a invasão] foi o estopim de uma situação que acontecia corriqueiramente na casa, porque ao lado funcionava uma boate clandestina e eles não conseguiam dormir de quinta a domingo. Fizeram vários BO na delegacia do silêncio, de crimes ambientais e inclusive acionaram o Ministério Público e nunca conseguiram fechar a boate. Segundo ele, a invasão de dois jovens em uma madrugada de estresse grande em razão do barulho causou uma raiva, revolta grande no pai e no filho”, afirmou o delegado Luís Guilherme.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.