GP1

Teresina - Piauí

SETUT afirma que aumento na tarifa é determinado pela Prefeitura

O sindicato das empresas de ônibus negou que tenha pedido aumento no valor da passagem.

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) encaminhou nota de esclarecimento para a imprensa na manhã desta sexta-feira (13), informando que não pediu aumento no valor da tarifa de ônibus. O SETUT ainda destacou que os reajustes são determinação e responsabilidade exclusiva da Prefeitura de Teresina.

No entanto, o sindicato afirmou que apresentou à Superintendência de Trânsito e Transportes de Teresina (Strans) uma planilha com o cálculo dos custos atualizados do serviço de transporte urbano, ressaltando que houve aumentos “galopantes”. Atualmente, o valor da passagem é de R$ 4,00 a inteira e R$ 1,35 a meia.

Foto: Reprodução/Google MapsSetut
Setut

“O SETUT informa que em nenhum momento pediu aumento de tarifa, apenas apresentou à Strans planilha de custos atualizada. A determinação do valor da tarifa é de responsabilidade exclusiva do poder público e cabe a ele decidir se concederá algum reajuste tarifário e qual o tamanho dele, pois existe um limite social para isso”, diz um trecho da nota.

O esclarecimento do sindicato foi feito após repercutir nas redes sociais a informação de que o SETUT teria solicitado o aumento no valor da tarifa de R$ 4,00 para R$ 8,00 o que foi desmentido pela instituição.

Confira a nota na íntegra

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT), na forma estabelecida no regulamento de transportes, procedeu e atualizou os cálculos dos serviços de transporte os quais, sobretudo nos últimos 6 meses, sofreram aumentos galopantes.

Contudo, a determinação do valor da tarifa é de responsabilidade exclusiva do poder público e cabe a ele decidir se concederá algum reajuste tarifário e qual o tamanho dele, pois existe um limite social para isso.

O poder público, diante das informações fornecidas por sua equipe técnica, tem as informações necessárias para a tomada de decisão.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.