GP1

Teresina - Piauí

Mulher encontrada morta em cova no São Joaquim foi enterrada viva, diz IML

A vítima foi encontrada na cova com um saco plástico na cabeça e pés e mãos amarrados.

Laudo emitido pelo Instituto de Medicina Legal de Teresina (IML) apontou, nesta quarta-feira (29), que Conceição de Maria Lopes da Silva, 39 anos, que estava desaparecida e foi encontrada morta dentro de uma cova, morreu por asfixia e soterramento. O GP1 apurou que o corpo já foi liberado e entregue aos familiares para sepultamento.

De acordo com o IML, as causas da morte, confirmadas pelos exames, indicam que a vítima foi enterrada viva e morreu asfixiada após o soterramento. No dia em que o corpo foi encontrado, a vítima estava com um saco plástico na cabeça e pés e mãos amarrados.

Foto: Lucas Dias/GP1IML de Teresina
IML de Teresina

Após o corpo ser encontrado, uma mulher registrou um Boletim de Ocorrência, dando conta do desaparecimento da filha. Francineide Lopes da Silva relatou ao GP1 que sua filha era usuária de entorpecentes e desde que passou a se envolver com drogas se afastou da família.

“Dos 30 anos para cá ela se desmanchou, ela trabalhava e, infelizmente, encontrou as drogas, depois disso acabou a vida dela. Ela tinha três filhos, um de 1 ano, um de 3 anos e um de 16. Ela morava sozinha, mas todo dia eu ia deixar a comida dela para ela não passar fome”, relatou Francineide Lopes.

Entenda o caso

Na tarde de sábado, 25 de junho, populares do bairro São Joaquim, na zona norte de Teresina, acionaram o 9º Batalhão da PM, informando que encontraram um corpo em uma cova rasa. Equipes foram ao local e com auxílio do Corpo de Bombeiros, conseguiram retirar o corpo de uma mulher já em avançado estado de decomposição.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.