GP1

Teresina - Piauí

TSE determina remoção de vídeos de Lula pedindo votos no Piauí

Determinação foi dada pela ministra Maria Cláudia Bucchianeri, que atendeu a um pedido do PDT.

A ministra Maria Cláudia Bucchianeri, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou nesta sexta-feira (05) que Facebook, Instagram e YouTube retirem os vídeos do candidato à presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com suposto pedido de votos em evento político, realizado no último dia 3 de agosto em Teresina.

O prazo é de 24 horas para que as redes sociais cumpram a determinação judicial e retirem os vídeos do ar. A decisão da ministra foi realizada após pedido do PDT, que acionou o TSE após o evento de Lula. A sigla considerou que a postura do presidenciável configurou propaganda eleitoral antecipada.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Presidenciável Lula em ato
Presidenciável Lula em ato

"Pelo atual modelo legal, o pré-candidato pode muito, mas não pode pedir voto explicitamente, situação que, ao que parece, é aquele objeto de representação, a respeito do pedido de pedido de liminar formulado pelo autor", ressaltou a ministra em sua decisão.

Evento em Teresina

O evento organizado pelo Partido dos Trabalhadores (PT), intitulado “Ato Vamos Juntos pelo Brasil e pelo Piauí”, foi realizado na noite da última quarta-feira, 3 de agosto na Arena do Povo, localizada na zona leste de Teresina.

O ato reuniu uma multidão, além de diversas lideranças políticas que compõem a base de apoio à candidatura de Rafael Fonteles (PT) ao Governo do Piauí e a de Wellington Dias (PT) para o Senado Federal.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.