GP1

Eleições 2022

Lula é denunciado ao TSE por propaganda antecipada em Teresina

A ação foi ajuizada no Tribunal Superior Eleitoral e distribuída para a ministra Cármen Lúcia.

O candidato a presidente da República, Felipe d’ Avila (Partido Novo), ingressou com representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta quinta-feira (05), contra o ex-presidente Lula (PT) por propaganda eleitoral antecipada durante evento no Piauí. Ação foi distribuída para a ministra Cármen Lúcia.

De acordo com Felipe d’ Avila, Lula fez pedido expresso de voto, o que é vedado pela legislação eleitoral antes do início da campanha eleitoral marcada para o dia 16 de agosto.

Foto: Ricardo StuckertLula em Teresina
Lula em Teresina

“Fato é que, enquanto os demais pré-candidatos respeitam a legislação eleitoral, o representado busca sair na frente da corrida eleitoral, antecipando a seu público o pedido explícito de voto, desequilibrando o pleito e ferindo a isonomia entre os futuros candidatos, o que merece reprimenda desta corte superior”, diz trecho da ação.

Na denúncia, os advogados de d’Avila apontam ainda que a fala vem sendo replicada nas redes sociais pedindo aplicação de multa de R$ 25 mil ao petista.

Evento em Teresina

Na última quarta-feira (03), o candidato a presidente do Brasil, Lula, esteve em Teresina para participar do “Ato Vamos Juntos pelo Brasil e pelo Piauí”. O ato aconteceu na Arena do Povo, espaço localizado na Avenida Presidente Kennedy, zona leste da Capital, e reuniu uma multidão, além de diversas lideranças políticas que compõem a base de apoio à candidatura de Rafael Fonteles (PT) ao Governo do Piauí.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.