GP1

Piauí

Sejus realiza operação para prevenir fugas em presídios do Piauí

Conforme Daniel Oliveira, no período de carnaval que está próximo, a operação servirá para monitorar os presídios e prevenir fugas no período do carnaval

A Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), juntamente com a Secretaria de Segurança do Piauí (SSP-PI), Comando da Polícia Militar e o Núcleo de Inteligência da Polícia Civil, deflagraram nesta sexta-feira (15) a "Operação de Pacificação" nos presídios do Piauí.

A atividade acontece simultaneamente em todas as unidades prisionais do estado e tem como objetivo identificar e retirar objetos ilícitos das unidades, como celulares e drogas além de verificar as fragilidades das estruturas, para prevenir fugas.

Em entrevista ao GP1, o secretário de Justiça, Daniel Oliveira, explicou que a operação vem sendo planejada desde o início do ano e também com o objetivo de prevenir incidentes entre detentos no sistema prisional. “Essa operação é um fruto de planejamento que temos para 2019, ela vem com o objetivo de prevenir incidentes no sistema penitenciário, a gente lida com um sistema delicado e que precisa estar em constante vigilância”, disse.

  • Foto: Cinara Taumaturgo/GP1Secretário de Justiça, Daniel Oliveira Secretário de Justiça, Daniel Oliveira

“São operações que tem essa natureza, que mantenha os presídios em ordem, que garanta a implantação desse sistema de classificação de risco, de monitoramento dos detentos e também garantindo uma separação segura desses internos para que não tenha um conflito entre eles, ou evite aliciamentos, como por exemplo um preso mais perigoso faça alguma coisa com o que cometeu algum crime eventual, que esteja preso devido alguma circunstância, mas não é por um crime muito grave”, informou o secretário.

Período do carnaval

Ainda conforme Daniel Oliveira, no período de carnaval que está próximo, a operação servirá para monitorar os presídios e prevenir fugas. “É no período de carnaval e semana santa, por serem feriados prolongados, exigem muita atenção da Polícia em sociedade, então a gente precisa redobrar a atenção também no sistema penitenciário para evitar fugas, mortes, motim e rebeliões”, ressaltou o secretário.

Operação

Conforme o coronel Pitombeira, da Assistência Militar da Sejus, estão cerca de 200 homens trabalhando para poder realizar a retirada de materiais ilícitos e poder identificar a origem deles.

  • Foto: Cinara Taumaturgo/GP1Coronel PitombeiraCoronel Pitombeira

“Queremos identificar as tentativas e retirar materiais ilícitos que estejam sob posse dos presos para qualquer tipo de problema. A medida que vamos retirar esse material, vamos traçar como algum material chegou no presídio, atualmente diminuiu muito”, explicou o coronel.

Na capital, a operação acontece na Penitencia José Ribamar Leite. Também estarão acontecendo vistorias com apoio das Unidades Táticas da PM nos presídios de Parnaíba, Floriano e Bom Jesus.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.