GP1

Piauí

Luciano Nunes sobre morte de Raimundo Dias: “deixou sua marca”

Raimundo Dias morreu neste sábado (20), no Hospital Sírio-Libanês devido a complicações da covid.

O presidente do Diretório Estadual do PSDB, ex-deputado Luciano Nunes, lamentou o falecimento do arquiteto e proprietário da RR Construções, Raimundo Dias, ocorrida neste sábado (20), em decorrência de complicações causadas pela covid-19.

Na nota, Nunes disse que Raimundo deixou uma marca registrada em Teresina ao assinar projetos arquitetônicos importantes como Centro Administrativo do Piauí, Terminal Rodoviário Lucídio Portella, Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Piauí, além do Centro de Convenções.

“Meus sentimentos e solidariedade aos familiares e amigos do arquiteto e empresário Raimundo Dias. Ele que deixou sua marca registrada em nossa cidade ao assinar alguns dos mais importantes projetos arquitetônicos de Teresina como o Centro Administrativo do Piauí – reconhecido como o mais importante conjunto de edifícios da arquitetura moderna de Teresina, o Terminal Rodoviário Lucídio Portela, Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Piauí, Centro de Convenções, sede do Jockey Club, prédio da AGESPISA. Que Deus o acolha e dê o conforto merecido à sua família”, escreveu Luciano Nunes.

Causa da morte

O arquiteto e proprietário da RR Construções, Raimundo Dias, morreu neste sábado (20), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internado há cerca de dois meses para tratar de complicações causadas pela covid-19.

De acordo com informações obtidas pelo GP1, Raimundo Dias faleceu devido a problemas pulmonares provocados pelo novo coronavírus. Ele estava entubado há várias semanas, mas acabou não resistindo às sequelas da doença.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.