GP1

Piauí

Wellington Dias paga abono salarial para servidores da Seduc

Segundo o governador, estão sendo contemplados mais de 22 mil servidores da educação.

O governador Wellington Dias (PT) anunciou, na manhã desta quinta-feira (30), o pagamento do abono salarial para os professores e demais funcionários da Secretaria de Educação do Estado do Piauí (SEDUC).

Segundo o governador, estão sendo contemplados mais de 22 mil servidores da educação. Os recursos são do rateio dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Esse recurso serve como um 14º salário para a categoria.

Foto: Lucas Dias/GP1Wellington Dias
Wellington Dias

“Você que é professor, professora, que é do quadro administrativo da Educação, eu quero me dirigir para você, que se dedica, trabalha e muita gratidão eu tenho. Eu quero que você examine sua conta, está lá creditado o valor corresponde ao abono, que foi aprovado pela assembleia, nós estamos colocando a sua disposição, é um saldo para que a gente cumpra também a regra dos 70% para o FUNDEB, mas um benefício para você”, destacou o governador.

Abono salarial foi aprovado na ALEPI

Os deputados da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) aprovaram, no dia 20 de dezembro, o projeto de lei enviado pelo governador Wellington Dias (PT) para a concessão de abono salarial para os servidores da Educação, com o rateio dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

De acordo com o Governo do Piauí, serão pagos aos docentes o total de R$ 62 milhões em abono salarial. Após a votação, o PL segue ao Palácio de Karnak para a sanção. A matéria passou por análise nas comissões técnicas e depois seguiu para o plenário, onde os 22 deputados presentes participaram da votação.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.