GP1

Piauí

MPT lança ferramenta para acessar dados sobre emprego no Brasil

A iniciativa faz parte de uma série de inovações que estão sendo desenvolvidas pelo MPT para auxiliar no enfrentamento da pandemia de covid-19.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) lançou, em caráter experimental, o Termômetro do Mercado de Trabalho Formal no Brasil. A nova ferramenta apresenta um mapa de calor em que é possível visualizar as regiões onde ocorreu maior número de admissões e de demissões, além de informações como os setores econômicos mais afetados e as ocupações mais abrangidas. A iniciativa faz parte de uma série de inovações que estão sendo desenvolvidas pelo MPT para auxiliar no enfrentamento da pandemia de covid-19 e de seus reflexos no mundo do trabalho. Clique aqui para acessar o site.

Implementada no Observatório Digital de Trabalho Decente (SmartLab - Trabalho Decente), a plataforma conta com dados atualizados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) até o 4º trimestre de 2020. Entre as informações disponíveis estão as referentes a setores e ocupações com maiores saldos positivos e negativos bem como números de admissões e desligamentos. Para obter dados municipais, basta clicar no nome do município correspondente no mapa.

As informações sobre a demanda por postos de trabalho, com detalhamento de ocupações, são relevantes não apenas para a definição de políticas de emprego e renda, mas também para investimento em programas de capacitação de pessoas vulneráveis em diferentes localidades, de acordo com o comportamento da atividade econômica e do mercado de trabalho. Os dados também são importantes para avaliar as consequências econômicas e sociais da pandemia de Covid-19.

O Termômetro do Mercado de Trabalho Formal no Brasil foi desenvolvido pela equipe do SmartLab – Trabalho Decente, coordenada pela Secretaria de Pesquisa e Análise de Informações (SPAI) do MPT.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.