GP1

Polícia

PF deflagra Operação Acesso Negado em Teresina e Monsenhor Gil

Dessa vez, a PF mira atos ilegais de intervenção e embaraçamento a Operação Delivery, que apura desvio de recursos públicos do Fundeb destinado ao município de União.

A Polícia Federal deflagrou nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (18) a Operação “Acesso Negado”, que investiga atos ilegais de intervenção e embaraçamento a Operação Delivery que apura desvio de recursos públicos do Fundeb destinado ao município de União. O principal alvo da operação é o jornalista Tony Trindade.

Nesta fase da investigação estão cumpridos um mandado de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão contra o principal alvo da operação, que tem endereço em Teresina e um sítio em Monsenhor Gil. Os policiais cumprem ainda mais três mandados de busca e apreensão em Teresina, expedidos pela Justiça Federal de Teresina.

  • Foto: Reprodução/PF-PIBuscas na Operação Acesso Negado da PFBuscas na Operação Acesso Negado da PF

De acordo com a PF, durante a Operação Delivery foram identificados atos escusos relacionados a encontros obscuros com agentes públicos com o objetivo de obter informações sigilosas, acesso indevido a processo judicial sigiloso, convergência e manipulação de versões, atos intimidatórios no sentido de frustrar a investigação policial, dentre outros fatos.

O objetivo do cumprimento das medidas judiciais é colher elementos materiais de prova e que identifiquem terceiros responsáveis por fornecer indevidamente informações de caráter sigiloso.

Os investigados poderão responder, na medida de suas culpabilidades, pelo crime de embaraço a investigação policial de crime praticado por organização criminosa (art. 2º, §1º da lei 12.850/13) cuja pena pode chegar a 8 anos de reclusão.

O nome da operação faz referência à conduta daqueles que obtém acesso ilegal a informações resguardadas pelo sigilo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Polícia Federal prende vereador e servidores da Prefeitura de União

MPF investiga prefeito de União por comprar testes da covid-19 em loja de roupas

MPF pede esclarecimentos ao prefeito de União sobre compra de testes

Covidão: Polícia Federal cumpre mandados na Prefeitura de União

CGU diz que esquema na Prefeitura de União gerou prejuízo de R$ 165 mil

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.