GP1

Polícia

Roubo a bancos aumentou 100% em 2020 no Piauí, diz delegado Carlos César

Conforme o delegado Carlos César, mesmo com esse aumento, não são muitos os casos, quando se coloca em números.

Em entrevista à imprensa, nesta terça-feira (12), o delegado Carlos César, diretor de inteligência da Secretaria de Segurança Pública, repassou os dados relacionados ao número de aumento dos casos de roubo a bancos no Piauí. Segundo o delegado, em 2020 houve um aumento de 100% em relação ao ano de 2019.

“Os dados de roubo a bancos aqui no estado são muito variáveis, ano a ano, porque são muito pequenos. De 2019 pra 2020 nós tivemos um aumento de 100% nos casos, mas quando se vê em números reais é porque ocorreram 10 casos no ano de 2019, durante o ano inteiro, e em 2020 foram 20”, disse.

Foto: Lucas Dias/GP1Delegado Carlos César
Delegado Carlos César

Ainda conforme o delegado, foi feito um levantamento desde o ano de 2015, ano em que o Piauí registrou um total de 55 casos de roubo a bancos, e diante disso, em 2020 foi registrado um número relativamente pequeno. “Em 2015 nós tivemos 55 casos, e em 2020 estamos aí com 20 casos, isso com um aumento de 2019 pra cá, mas com um total de 2015 até hoje realmente é uma redução bem significativa”, explicou.

Durante a apresentação dos dados de 2020, o delegado Carlos César disse que os roubos variam entre casos de sequestros de funcionários, furtos com arrombamento de cofres e roubos com utilização de arma ou explosivos, que são a maioria. Ele disse ainda que no Piauí o maior número de casos foi registrado na capital.

O delegado explicou que o levantamento dos dados tem como objetivo tentar reverter os números a cada ano. “A gente compõe esses dados justamente para tentar reverter a situação, para não entrarmos numa curva ascendente”, disse.

Além disso, o delegado reiterou que o ano de 2020 foi um ano diferenciado para a polícia do estado, por conta da pandemia da covid-19, e acredita que devido a isso tenha crescido o número em 2020. “O ano de 2020 foi um ano muito atípico para a polícia, por causa da pandemia. O mundo inteiro sofreu, e a polícia do Piauí também sofreu com seus efeitos, e por conta disso a gente acredita que esses números cresceram", afirmou Carlos César.

Diante do perceptível crescimento especificamente nos últimos meses do ano, o delegado afirmou que a polícia vai estudar os fatores que fizeram esse número subir. “Temos que ver se era por conta do período de pandemia, ou pelas eleições municipais, ou se foi pela soltura dos presos por conta da aglomeração nos presídios. Então há uma séria de fatores que podem ter contribuído para que essas organizações criminosas se reunissem novamente e voltassem a praticar os crimes", concluiu.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.