GP1

Polícia

Secretaria de Segurança divulga relatório de criminalidade de 2021 do Piauí

Segundo a Secretaria de Segurança, somente em Teresina foram 336 mortes violentas.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) divulgou nesta quinta-feira (20) o Estudo Estatístico de Mortes Violentas Intencionais de 2021. Os dados apontam que somente no ano passado, o Piauí registrou 785 mortes que foram definidas como homicídios, lesão corporal seguida de morte, latrocínios e mortes ocasionadas por maus tratos.

Confira aqui o relatório.

Segundo os dados, somente em Teresina, ocorreram 336 casos. Desses 322 foram homicídios, um foi lesão corporal seguida de morte, 11 casos foram latrocínios e duas foram maus tratos que resultou em morte. Já no interior do Estado, foram 449 ocorrências. Dessas, 418 foram registradas como homicídio doloso, 26 foram latrocínios, 3 lesões seguida de morte, um infanticídio e um caso de maus tratos que resultou em morte.

Foto: Alef Leão/GP1Coronel Rubens pereira
Coronel Rubens pereira

De acordo com o secretário de Segurança, coronel Rubens Pereira, destacou que devido aos números dos casos chamarem a atenção, os órgãos seguem trabalhando integrados, como forma de atuarem contra as facções. Uma dessas ações se baseiam em blitzes, policiamento ostensivo e reuniões com os estados do Nordeste para monitorar a situação da violência na região.

“Nós estabelecemos um termo de cooperação, nós não podemos enfrentar isso [facções criminosas] sem a integração dos órgãos que fazem a Segurança Pública, o Sistema Único de Segurança Pública no estado do Piauí. Há essa integração tanto da polícia ostensiva, aí entra da Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar, através da ostensividade, das blitzes, do policiamento nas estradas, nas rodovias, mas também nas zonas urbanas, como também a frente de integração de inteligência. Nós estamos inclusive fazendo isso no Consórcio dos Estados do Nordeste, nós fizemos uma reunião recentemente e estamos estabelecendo cooperação nesse sentido de inteligência. É importante dizer que as organizações criminosas fazem isso de forma regional”, destacou o coronel.

Ainda conforme o secretário, essa integração com demais estados ocorre devida a existência de faccionados de outras unidades federativas. Segundo Rubens Pereira, existem faccionados do Maranhão e do Ceará no Piauí.

“Nós temos pessoas do estado do Ceará, pessoas faccionadas do estado do Ceará, do estado do Maranhão, que estão atuando no estado do Piauí, então nós precisamos dessa integração de já fizemos isso com a Secretaria de Segurança do Ceará e Secretaria de Segurança do Maranhão para fazer essa frente, mas também uma frente de investigação com a Delegacia Regional lá no litoral da Polícia Federal e a Polícia Civil. Então é um grupo organizado, por isso estamos chamando de Força Tarefa que se organiza nesse momento para esse enfrentamento e os resultados já estamos sentindo. Nos primeiros 16 dias do mês de janeiro nós já estamos encontrando uma redução nas mortes violentas intencionais”, disse o secretário.

Crimes de roubos

Outro ponto do relatório divulgado, foram os crimes de roubos em Teresina. Ao todo, em 2021, o Piauí teve 22.823 casos registrados por meio dos boletins de ocorrências. Levando em consideração esse número com o de 2020, o aumento foi 1,83%.

Em 2020, o número corresponde a 22.412. Segundo a Secretaria de Segurança, os bairros com maiores incidências foi o Itararé, o Centro, Angelim, Santa Maria da Codipi.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.