GP1

Política

Promotor proíbe "auxílio paletó" aos vereadores de Teresina e quer ressarcimento da verba

O auxílio foi regulamentado pela Câmara Municipal em 11 de fevereiro de 2009, à época, o presidente da Casa era o vereador, Renato Berger (PSDB).

O Ministério Público vai ajuizar ação para proibir o pagamento do “auxílio paletó” aos vereadores de Teresina. O benefício é de R$ 9.288,00.
Imagem: ReproduçãoPromotor Fernando Santos (Imagem:Reprodução)Promotor Fernando Santos

O promotor de justiça, Fernando Santos, garantiu que será solicitado o ressarcimento dos valores pagos aos parlamentares nos últimos dois anos. O auxílio foi regulamentado pela Câmara Municipal em 11 de fevereiro de 2009, à época, o presidente da Casa era o vereador, Renato Berger (PSDB).

O atual presidente da Câmara, Edvaldo Marques (PSB), afirmou que o benefício está previsto na Lei Orgânica do Município, contradizendo assim, o promotor que garantiu que o auxílio fere a Constituição Federal. Entretanto, Edvaldo garantiu que se a justiça determinar a suspensão do benefício à decisão será obedecida.



Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.