GP1

Política

Luciano Nunes avalia saída de Lucy Silveira e Sílvio do PSDB

"Todas as vezes que você perde um filiado não é momento para comemorar sem dúvida nenhuma. O ideal era que todos permanecessem no partido", disse o deputado.

“Não é momento para comemorar”. A colocação partiu do deputado estadual Luciano Nunes ao avaliar a saída de três importantes lideranças do PSDB: a primeira-dama de Teresina Lucy Silveira e os secretários Sílvio Mendes e Washington Bonfim que estão de mudança para o Partido Progressista a convite do senador Ciro Nogueira Filho.

Mesmo lamentando a iminente perda dos três tucanos, Luciano Nunes lembrou que o PP é um partido aliado e que as mudanças poderão fortalecer a relação entre as duas agremiações em cenários futuros.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Luciano NunesLuciano Nunes

“Do ponto de vista da legenda, todas as vezes que você perde um filiado não é momento para comemorar sem dúvida nenhuma. O ideal era que todos permanecessem no partido, mas como eu disse, tem que ser avaliada a conjuntura. O PP é um partido aliado, parceiro nosso e isso pode fortalecer essa aliança e essa parceria para futuros embates”, analisou o deputado.

Quanto à manutenção desta aliança entre as duas siglas nas eleições de 2018, o deputado foi cauteloso e evitou fazer afirmações. “Está cedo para fazer avaliação, o fato é que hoje existe essa sintonia entre o PSDB e o PP. Se estaremos juntos ou não isso é provável mas, não posso afirmar, pois estas candidaturas e estas discussões todas só vão acontecer no ano da eleição. Está tudo muito cedo ainda. Há um momento de instabilidade política no país e estamos só começando 2017”, ressaltou o Nunes.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.