GP1

Política

Ministro Marco Aurélio permite que Aécio volte ao Senado

Com a decisão, Aécio poderá retomar as atividades no Senado.

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou nesta sexta-feira (30), o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) das funções parlamentares. Com isso, Aécio poderá retomar as atividades do cargo.

Aécio havia sido afastado em maio por determinação do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, após a Operação Patmos, fase da Lava Jato, que foi baseada nas delação da JBS. De acordo com o G1, a Procuradoria Geral da República apontou risco de o senador usar seu poder para atrapalhar as investigações e havia pedido a prisão de Aécio. No entanto, Fachin entendeu que a Constituição proibia a prisão do parlamentar e determinou seu afastamento.

Após Fachin ter fatiado as investigações da delação da JBS, o caso de Aécio ficou com o ministro Marco Aurélio. A defesa de Aécio havia entrado com um recurso no tribunal e desde então ele aguardava uma decisão para saber se poderia retomar as atividades de senador.

Veja a decisão na íntegra

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoAécio NevesAécio Neves

No último dia 22, Marco Aurélio autorizou a abertura de um novo inquérito para investigar o senador Aécio Neves (PSDB-MG), afastado por suposta prática de lavagem de dinheiro. O novo inquérito foi pedido pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com base na delação da JBS e vai apurar se Aécio tentou ocultar a origem de R$ 2 milhões que teria recebido do empresário Joesley Batista. Segundo a PGR, a quantia era propina para que o senador atuasse em favor da JBS.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.