GP1

Política

Moro decide soltar o ex-deputado federal Cândido Vaccarezza

Político foi preso na 44ª fase da Operação Lava Jato.

O juiz federal Sérgio Moro decidiu nesta terça-feira (22), soltar o ex-deputado federal Cândido Vaccarezza. Ele foi detido na sexta-feira (18), em caráter temporário durante a deflagração da 44ª fase da Operação Lava Jato, batizada como “Abate”.

Moro determinou do despacho que o político deverá pagar fiança de R$ 1.522.700. O pagamento poderá ser feito 10 dias depois da saída dele da cadeia. De acordo com o G1, para ter direito ao habeas corpus, ele assinou um termo de compromisso, garantindo que poderá depositar o dinheiro no prazo determinado por Moro. Ele deixou a cadeia na noite desta terça-feira.

  • Foto: Beto Barata/Estadão ConteúdoCândido VaccarezzaCândido Vaccarezza

A mesma regra se aplicará ao ex-gerente da Petrobras, Márcio Albuquerque, que também foi deito na sexta-feira. No caso dele, porém, a fiança deve ser de R$ 371.496,00. Casos os dois não peguem o dinheiro, podem ser presos novamente.

Após a soltura dos dois investigados, eles deverão cumprir uma série de exigências. O despacho de Moro diz que eles devem ter os passaportes retidos e ficam impedidos de deixar o país sem autorização judicial. Além disso, não podem ter contato com outros investigados na Operação Abate, nem mudar de endereço sem avisar a Justiça.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.