GP1

Política

Wellington Dias afirma que houve abuso de autoridade em operação da PF

"É algo que caracteriza, inclusive, abuso de autoridade, eivado de falhas, e agora cabe a nossa Procuradoria com o jurídico agir”, afirmou Wellington.

O governador Wellington Dias voltou a falar, nesta quarta-feira (13), sobre a "Operação Campanile" deflagrada pela Polícia Federal contra a Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi), na terça-feira (12). Ele reafirmou que tudo é feito de acordo com a lei, além de dizer que houve abuso de autoridade.

“O estado fez tudo dentro da legalidade, é lamentável que para de pegar um celular, um computador poderia ser requerido e com toda facilidade entregue. Veja que logo após a operação manda três ofícios solicitando, é algo que caracteriza, inclusive, abuso de autoridade, eivado de falhas, e agora cabe a nossa Procuradoria com o jurídico agir”, afirmou Wellington.

Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington Dias
Governador Wellington Dias

Segundo o governador, o estado sempre colaborou em todas as operações realizadas. “Da nossa parte sempre foi colaborativa, veja que são 6 operações que foram feitas até agora sem resultar sequer em processo, é algo inacreditável. Eu acho que o país precisa ter um olhar especial para esses espetáculos que são colocados com o uso das instituições, é lamentável”, declarou.

Operação Campanile

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça (12), a fase ostensiva da Operação Campanile e deu cumprimento a 18 mandados de busca e apreensão em Teresina e mais quatro cidades em endereços ligados a Sesapi. A investigação apura fraudes em processos de dispensa de licitação com recursos destinados ao combate ao novo coronavírus.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.