GP1

Política

Fábio Abreu entrega equipamentos no HU e recebe homenagem

A iniciativa contou com apoio do parlamentar que indicou emenda no valor de R$ 500 mil.

Divulgação/Ascom 1 / 5 Fábio Abreu no Hospital Universitário Fábio Abreu no Hospital Universitário
Divulgação/Ascom 2 / 5 Fábio Abreu entrega equipamentos no HU Fábio Abreu entrega equipamentos no HU
Divulgação/Ascom 3 / 5 Fábio Abreu entrega equipamentos no Hospital Universitário Fábio Abreu entrega equipamentos no Hospital Universitário
Divulgação/Ascom 4 / 5 Equipamento no HU Equipamento no HU
Divulgação/Ascom 5 / 5 A iniciativa contou com apoio do parlamentar que indicou emenda no valor de R$ 500 mil para a aquisição de equipamentos A iniciativa contou com apoio do parlamentar que indicou emenda no valor de R$ 500 mil para a aquisição de equipamentos

O deputado federal Fábio Abreu, participou nesta quinta-feira (02), da solenidade de inauguração do Programa de Tratamento de Obesidade: Serviço de Cirurgia Bariátrica Dr. Salomão Chaib, do Hospital Universitário da UFPI. A iniciativa contou com apoio do parlamentar que indicou emenda no valor de R$ 500 mil para a aquisição de equipamentos do novo setor.

A instituição irá oferecer tratamento multiprofissional para obesos mórbidos, além de tratamento pré-operatório aos pacientes.

“Colaborar em uma iniciativa como essa é gratificante para mim como parlamentar. A emenda que indiquei foi aplicada na aquisição de mesas cirúrgicas e vários outros equipamentos. Observo aqui o bom uso do recurso público”, disse o deputado.

O superintendente do HU, Paulo Márcio, destacou que os investimentos vão beneficiar um grande número de pacientes com atendimento de qualidade gratuito. “No Piauí, 60 mil piauienses sofrem com obesidade mórbida. Agora, esse público receberá um tratamento completo que vai desde a cirurgia até a assistência com fonoaudiólogo, psicólogo, nutricionista, nutrólogo, endocrinologista, cirurgião plástico, cirurgião do aparelho digestivo, gastroenterologista, e mais, um time multiprofissional. Para ter acesso, o paciente é precisa ser regulado pelo serviço de saúde do município.” disse o médico.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.