GP1

Política

Deputada Iracema: a cada R$ 100 de gasolina, R$ 31 é de imposto do Governo do Piauí

Segundo a parlamentar, Wellington pode reduzir o valor pago pelo combustível cortando a alíquota do ICMS.

A deputada federal, Iracema Portella (Progressistas), usou suas redes sociais nesta terça-feira (21) para rebater declaração do governador Wellington Dias (PT) de que o aumento do preço dos combustíveis não é culpa dos estados. Ela chamou o gestor de “mentiroso”.

Segundo a deputada, o Governo do Piauí cobra 31% de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre a gasolina. “Ou seja, a cada R$ 100 de gasolina que se vende no estado, R$ 31 vão para a Secretaria da Fazenda. Dizer que o estado não tem responsabilidade no custo alto do combustível é uma meia-verdade e uma meia-verdade é uma mentira completa”, escreveu Iracema Portella.

Ainda de acordo com a parlamentar, o governador Wellington Dias tem autonomia para reduzir o valor pago pelo combustível cortando a alíquota do ICMS que o Piauí cobra.

“Mas em vez de cobrar menos impostos para tornar a gasolina mais barata, ele e seu secretário da Fazenda preferem manter esse custo sobre os ombros dos piauienses, para financiar não o desenvolvimento estadual, mas sim bancar um programa eleitoreiro para se perpetuarem no poder”, criticou a deputada Iracema Portella.

Posicionamento de Wellington Dias

O governador Wellington Dias divulgou, nessa segunda-feira (20), um vídeo no qual comenta sobre a discussão em torno da escalada do preço dos combustíveis no Brasil. Nas redes sociais, o chefe do Palácio de Karnak negou que o aumento esteja ocorrendo por culpa dos estados brasileiros.

“Se olharmos os últimos 12 meses vamos perceber que nenhum estado da federação, nem mesmo o Distrito Federal, deu qualquer aumento para o ICMS do combustível, e de lá pra cá nós tivemos um aumento de 40% do valor no combustível. Significa que dizer que a culpa é dos estados e do Distrito Federal é uma grande mentira”, ressaltou o governador.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.