GP1

Saúde

Wellington Dias afirma que continuará negociando importação da Sputnik V

A Anvisa negou no último dia 26 a importação do imunizante russo contra a covid-19.

Em entrevista ao GP1 na noite deste sábado (1), o governador Wellington Dias (PT) informou que o Consórcio Nordeste vai continuar tentando viabilizar a aprovação da vacina Sputnik V. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou no último dia 26 a importação do imunizante russo contra a covid-19.

“O Instituto Gamaleya, que é desenvolvedora e cuida da parte da vacina, está cuidando dos pontos que dizem respeito à aprovação e o Ministério da Saúde da Rússia apresentará estudos dos resultados pós-vacina para milhões de pessoas na Rússia, Argentina, México e Hungria, sobre segurança e eficácia na imunização”, afirmou.

Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington Dias
Governador Wellington Dias

Ainda conforme o governador, o Consórcio Nordeste também vai apresentar os documentos que comprovam a eficácia do imunizante ao Supremo Tribunal Federal (STF) e na CPI da Covid.

“O Comitê Científico do Nordeste e cientistas do Brasil também estão se posicionando. E vamos apresentar também esta documentação para o STF na ação que já tramita e ainda para CPI que vai tratar do tema da vacina”, finalizou.

Falhas técnicas

A Anvisa negou no último dia 26 o pedido de 10 estados brasileiros, dentre eles o Piauí, de importar a vacina russa. As áreas técnicas de gerência de medicamentos, produtos biológicos, fiscalização e monitoramento defenderam a não autorização da importação e apontaram falhas nos estudos e processos produtivos da vacina.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.