GP1

Saúde

Brasil recebe mais 942 mil doses da vacina da Johnson & Johnson

A doação das 3 milhões de doses ao Brasil é a maior já feita pelo governo americano.

Na manhã deste sábado (26), o Brasil recebeu um lote com 942 mil doses da vacina da Janssen, fabricada pela empresa Johnson & Johnson com dose única contra a covid-19, doadas pelos Estados Unidos. A doação de lotes não tem relação com o consórcio Covax Facility, e é a maior já feita pelo governo americano a qualquer país até agora.

A aeronave com as doses do imunizante pousou no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), às 6h29 deste sábado. A remessa completa o envio de 3 milhões de imunizantes provenientes do acordo com o governo americano.

O Ministério da Saúde havia informado que as 3 milhões de doses chagariam ao Brasil em um único voo, porém a logística foi alterada. A pasta disse que o lote precisou ser fracionado por conta do peso.

Na sexta-feira (25) o Brasil recebeu 2,05 milhões de vacinas e as outras 942 mil neste sábado. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, o prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos) e outras autoridades estiveram presente na sexta-feira na chegada das vacinas.

As 3 milhões de doses serão distribuídas em todas as unidades da federação. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial do imunizante da Janssen no Brasil em 31 de março de 2021. A vacina da Janssen é aplicada em dose única e pode ser armazenada por pelo menos 3 meses, em temperaturas de 2°C a 8°C, equivalente a geladeiras normais.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.