GP1

Servidor deixa ex-prefeita Vilma Amorim em "saia justa"

O servidor e a ex-gestora poderão ser denunciados à Justiça por improbidade administrativa e peculato.

O servidor público da Prefeitura de Esperantina, Hernani Carvalho Bruno, deixou a ex-prefeita Vilma Amorim numa “saia justa”, ao revelar, em audiência junto à promotoria de Justiça, que teria feito um acordo com a ex-gestora para acumular indevidamente três remunerações.  

Hernani revelou que exercia a função de motorista, ocupava o cargo comissionado de Coordenador de Unidade do SINE, vinculado ao Estado do Piauí, além de receber gratificação referente à função de confiança junto ao município de Esperantina, o que aponta para a existência de provável de acumulação tríplice.

Foto: Reprodução/FacebookHernani Carvalho Bruno
Hernani Carvalho Bruno

O servidor declarou que o recebimento da gratificação se deu sem que um ato administrativo formal de designação à função de confiança fosse realizado, tendo ocorrido apenas verbalmente através de acordo com a então prefeita.

O caso está sendo investigado pelo Ministério Público, que converteu o procedimento preparatório em inquérito civil público, através de portaria datada de 10 de fevereiro de 2021.

O servidor e a ex-gestora poderão ser denunciados à Justiça por improbidade administrativa e peculato.  

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.