GP1

Brasil

Atriz pornô vai à justiça contra o PT para ter direito de se filiar a sigla

Com a filiação, o objetivo da atriz é disputar uma vaga de deputada estadual no Mato Grosso.

Advogados da atriz pornô Ester Caroline Pessato, de 24 anos, ajuizaram ação contra o Diretório Estadual do PT em Mato Grosso para garantir sua filiação partido. A jovem é conhecida como Tigresa Vip e tem mais de 1,5 milhão de seguidores nas redes sociais. Com a filiação, o objetivo da atriz é disputar uma vaga de deputada estadual.

Líderes do PT alegaram irregularidades no processo de filiação de Ester, pois ela teria se filiado no município de Barão de Melgaço sem autorização do diretório municipal. Os advogados de Ester alegam que o processo de suspensão ocorreu sem transparência e ampla defesa. De acordo com a defesa, a atriz teve a filiação feita pelo site do partido e confirmada no dia 2 de abril.

Foto: Reprodução/Redes SociaisEster Caroline Pessato
Ester Caroline Pessato

No dia 14 do mesmo mês, a sua pré-candidatura foi anunciada em evento do PT, na capital Cuiabá. Após isso, quatro dias depois, o Diretório Estadual através de uma votação realizada em um grupo de Whatsapp decidiu suspender a filiação de Ester. Ela recorreu da decisão ao Diretório Nacional do PT, que confirmou a suspensão no dia 13 de maio.

A atriz é defendida por Julier Sebastião, ex-juiz federal e candidato do PT à prefeitura de Cuiabá em 2020. Ele acredita que a suspensão da atriz pornô foi motivada por conservadorismo e interesse eleitoral, pois a candidatura de Ester poderia retirar votos de outros nomes.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.