Fechar
GP1

Brasil

Governo Lula encerra programa de escolas cívico-militares no Brasil

O MEC informou que as escolas não vão fechar, mas voltarão a atender no modelo regular de ensino.

O Ministério da Educação do Governo de Luiz Inácio Lula da Silva decidiu encerrar o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares. A medida publicada pelo MEC na última segunda-feira (10) foi assinada pela Coordenadora-Geral de Ensino Fundamental, Fatima Thimoteo, e extingue o programa que foi criado pela gestão de Jair Bolsonaro em 2019.

O Diretor de Políticas e Diretrizes da Educação Integral Básica, Alexsandro do Nascimento Santos, também assinou o documento. A partir de agora ocorrerá o processo de desmobilização de integrantes das Forças Armadas que atuam nas unidades escolares.

O ofício deixa claro que as escolas cívico-militares não vão fechar, mas serão reintegradas à rede regular de ensino. Todas as informações sobre a medida constam no ofício enviado a secretários de educação em todo o país.


“Aos Coordenadores Regionais do Programa e Pontos Focais das Secretarias compete zelar pela implementação de estratégias mais adequadas ao cumprimento das diretrizes emanadas da Administração Superior, bem como assegurar uma transição cuidadosa das atividades que não comprometa o cotidiano das escolas”, informou o ofício.

Atualmente existem 203 escolas funcionando dentro do modelo cívico-militar implementado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro. Elas atendem 192 mil alunos em 23 estados e no Distrito Federal.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.