Wellington fará esforço para manter aliança com Ciro

- atualizado

O governador Wellington Dias disse, nessa segunda-feira (12), que Ciro Nogueira (PP) foi altamente importante para a contratação de empréstimo para o Estado junto à Caixa Econômica Federal e que fará todo o esforço necessário para que a aliança política com o senador seja mantida para as eleições de 2018, quando deverá disputar a reeleição. O governador disse também que é natural que Ciro e Regina Sousa reivindiquem a reeleição numa coligação encabeçada pelo Partido dos Trabalhadores.

  • Foto: Lucas Dias/ GP1Wellington e Ciro NogueiraWellington e Ciro Nogueira

Falando sobre recente manifestação adversa ao senador, Wellington Dias garantiu que não foi uma ação partidária. Ele disse que o presidente do PP nacional tem a sua consideração e seu respeito.

EXCLUSIVAS

Consideração

Wellington deu entrevista de uma hora e meia, no início da tarde de ontem, à Bancada Piauí, da TV Antena 10. Durante a conversa, Wellington Dias demonstrou ter consideração com o senador Ciro Nogueira, deixando claro que não se vence eleições sem alianças.

"Ele precisa se definir"

Wellington Dias revelou ter conversado com o empresário João Vicente Claudino sobre política e disse que tem interesse que o ex-senador esteja ao seu lado "mas ele precisa se definir".

Combate à seca

Um dos maiores desafios de Wellington Dias este ano, segundo ele próprio, é patrocinar medidas que leve água às pessoas nas regiões onde há seca.

Rodoanel sai este ano

O governador do Piauí garantiu que ainda este ano serão concluídas as obras do rodoanel, que considera fundamental para melhor o tráfego em torno das cidades.

Quer entregar ponte do meio

No máximo em outubro o governador Wellington Dias quer entregar à população a chamada "Ponte do Meio" que liga a Avenida Frei Serafim à João XXIII.

Dor de cabeça

Um dos problemas do Estado no que se refere ao setor público é a previdência, segundo revelação de Wellington Dias. Há um rombo que precisa ser contido.

Procura saídas

O Governo do Piauí está procurando saídas para equilibrar os números da previdência. Uma delas é vender patrimônio não utilizado para formar um fundo. Outra ideia é alugar terras para produção de soja, por exemplo.

Votação de Zéli foi decepcionante

Chefe do Ministério Público até bem pouco tempo, a votação da procuradora Zélia Saraiva foi decepcionante, ontem, na eleição para procurador geral do Ministério Público. Ela ficou em 6º lugar.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Bacharel em Direito, Feitosa Costa é jornalista desde 1977 e escreve a Coluna Política & Bastidores. Contato: (86) 98162 1515 / 99987 8114