GP1

Coronavírus no Piauí

Sesapi diz que está equipando Hospital da PM para casos de covid-19

De acordo com o Governo, o Hospital da Polícia Militar está recebendo toda a estrutura necessária para atender pessoas diagnosticadas com covid-19.

O Governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), emitiu uma nota de esclarecimento nesta sexta-feira (17), contestando informações divulgadas pelo Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi) sobre a situação do Hospital da Polícia Militar (HPM) no contexto da pandemia de coronavírus (covid-19).

De acordo com o Governo, o HPM está recebendo toda a estrutura necessária para atender pessoas diagnosticadas com covid-19. “Ao contrário do que afirma o Sindicado, o Governo está executando ações de estruturação do Hospital da Polícia Militar, que funcionará como Hospital Sentinela no enfrentamento à COVID-19”.

Segundo a nota, o Piauí conta atualmente com 175 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes infectados com coronavírus. “Todo o esforço do Governo até aqui, com apoio de todos, conseguiu garantir 723 leitos clínicos, 175 leitos de UTIs e 34 leitos de estabilização, os quais estão destinados, exclusivamente, para a prestação de assistência a pacientes acometidos pela COVID-19”, consta no texto.

O Governo reforçou que está garantindo a distribuição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e testes rápidos aos profissionais que atuam nas unidades de saúde do estado. “Todos estão testemunhando a ação do Estado do Piauí em enviar EPIs e Testes Rápidos a todos os Municípios. Desta forma, com fatos estamos demonstrando a fragilidade das informações prestadas pelo presidente do Sindicato dos Médicos”, diz a nota, em referência ao médico Samuel Rêgo, presidente do Simepi.

Leia a nota na íntegra:

Nota de esclarecimento ao Simepi

O Governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, vem a público contestar as informações compartilhadas em redes sociais e na imprensa pelo Sindicado dos Médicos. Na verdade, ao contrário do que afirma o Sindicado, o Governo está executando ações de estruturação do Hospital da Polícia Militar, que funcionará como Hospital Sentinela no enfrentamento à COVID-19.

Todo o esforço do Governo até aqui, com apoio de todos, conseguiu garantir 723 leitos clínicos, 175 leitos de UTIs e 34 leitos de estabilização, os quais estão destinados, exclusivamente, para a prestação de assistência a pacientes acometidos pela COVID-19.

É de conhecimento público que o Estado do Piauí está garantido EPIs a todos os seus profissionais e todos estão testemunhando a ação do Estado do Piauí em enviar EPIs e Testes Rápidos a todos os Municípios. Desta forma, com fatos estamos demonstrando a fragilidade das informações prestadas pelo presidente do Sindicato dos Médicos.

Num momento como este, de tantas dificuldades para toda a humanidade, acreditamos que só com muito esforço e unidade vamos salvar vidas e trazer tranquilidade para o nosso povo. Vamos continuar focados na nossa missão e responder às inverdades com fatos e muito trabalho.

Simepi

O médico Samuel Rêgo, presidente do Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi), gravou um vídeo criticando as medidas adotadas pelo Governo do Estado para o enfrentamento ao coronavírus. No registro, ele diz que a UTI do Hospital da Polícia Militar está sem funcionar.

“Temos uma UTI que está pronta e fechada, que é a UTI do Hospital da Polícia Militar. O Sindicato dos Médicos esteve no HPM em julho de 2019 e denunciou essa UTI fechada, que está aguardando simplesmente a contratação de profissionais para funcionar”, colocou.

NOTÍCIA RELACIONADA

Chega a 102 número de casos confirmados de coronavírus no Piauí

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.