GP1

Coronavírus no Piauí

Sesapi quer imunizar 187 mil pessoas na 1ª fase de vacinação

Segundo o chefe do Palácio de Karnak, a expectativa é começar a vacinação ainda nos primeiros meses deste ano, assim que os imunizantes forem liberados pela Anvisa.

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) informou, nesta quarta-feira (13), que pretende imunizar mais de 187 mil pessoas que fazem parte do grupo de risco somente na primeira fase de vacinação contra a covid-19 (coronavírus) no estado.

Segundo o governador Wellington Dias (PT), a expectativa é começar a vacinação ainda nos primeiros meses deste ano, assim que as vacinas forem liberadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington Dias
Governador Wellington Dias

“Até o dia 20 de janeiro é possível a autorização da vacina no Brasil. Como já tem vacinas no país, contrato de compra e plano nacional de imunização, eu creio que cinco dias após a autorização possamos começar a vacinar em todo o Brasil, garantindo a distribuição e qualificação. Acredito que na próxima semana teremos uma data definida para o início da vacinação e um cronograma para imunização do povo brasileiro”, disse o governador.

Na primeira fase de imunização contra o vírus espera-se vacinar 187.085 piauienses que pertencem a dois grupos: trabalhadores da área da saúde e pessoas com mais de 75 anos.

Para ter acesso à vacina, o cidadão, que faz parte do público alvo de cada etapa, precisará do seu cartão de vacina e aqueles que não possuem o cartão deverão se apresentar com um documento de identificação nos postos de vacinação e receber seu imunizante.

Seringas

A Sesapi informou que vai iniciar, nesta semana, a distribuição de mais de duzentas mil seringas e agulhas, que serão utilizadas na primeira fase da imunização contra o coronavírus. A entrega será feita de acordo com as etapas de vacinação. “Até sábado (16) vamos entregar as seringas e agulhas, da primeira etapa, nas dezesseis centrais de frios espalhadas pelo Piauí. Nosso intuito é deixar toda rede pronta para a chegada da vacina”, afirmou o superintendente de Atenção Primária à Saúde e Municípios, Herlon Guimarães.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.