GP1

Economia e Negócios

'Brasil é a maior fronteira de investimento do mundo', diz Guedes

O ministro afirmou ainda que o desafio agora é transformar recuperação cíclica em transferência de renda.
Por Estadão Conteúdo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira, 12, que a mudança da estrutura regulatória já garantiu ao país compromissos de investimento de mais de US$ 100 bilhões em áreas como petróleo, gás natural e energia renovável. A partir de agora, disse ele em entrevista à CNN Internacional, o desafio é transformar a recuperação cíclica em uma recuperação baseada no investimento.

"Como estamos mudando a estrutura regulatória, já recebemos compromissos de investimento de mais de US$ 100 bilhões. O Brasil agora é a maior fronteira de investimento do mundo", disse o ministro em entrevista em inglês, citando a independência do Banco Central, estruturas regulatórias para petróleo, gás e eletricidade.

"O grande desafio agora que estamos enfrentando é como transformar a recuperação cíclica da covid com base em transferências diretas de renda e consumo sustentável. Queremos transformar isso em recuperação baseada em investimento, esse é o grande desafio que tenho", completou o ministro.

Questionado se o Brasil fez a escolha certa na pandemia ao tentar manter empregos e a economia aberta ao custo de vidas, Guedes chamou isso de "ruído político". "Não acho que o Brasil fez uma escolha. O contrário, nossa escolha foi preservar vidas em primeiro lugar, por isso gastamos 10,5% do PIB em transferências diretas de renda para pessoas pobres para que pudessem manter o distanciamento social", afirmou.

No ano passado, o Governo gastou R$ 293,1 bilhões no pagamento do auxílio emergencial e, neste ano, a expectativa é de direcionar R$ 64,9 bilhões aos beneficiários.

"Há muito ruído político dizendo que fizemos a escolha errada, e é o contrário. Fizemos a escolha correta, preservamos vidas, praticamos o distanciamento social", completou ele.

"É o contrário, fizemos a escolha certa, preservamos vidas, protegemos empresas. Toda informação tem sinais e ruídos, os sinais que damos é exatamente que estamos praticando distanciamento social, por isso o PIB caiu, por isso o desemprego avançou", completou.

Guedes voltou a ressaltar que a economia brasileira está se recuperando com força, afirmando que a vacinação em massa está avançando rápido e que isso permite o retorno seguro ao trabalho.

"Há evidências de que nossas respostas políticas foram efetivas, porque preservamos um terço dos empregos formais com nossos programas de preservação de empregos", disse Guedes.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.