GP1

Economia e Negócios

Produção industrial cresce 0,3% em maio, aponta IBGE

Resultado veio abaixo da estimativa do mercado; em 12 meses, queda na indústria chega a 1,9%.
Por Estadão Conteúdo

A produção industrial brasileira registrou um aumento de 0,3% em maio na comparação com abril, segundo dados divulgados nesta terça-feira, 5, pelo IBGE. O resultado veio abaixo das expectativas do mercado, de aumento de 0,5%, segundo o Projeções Broadcast.

Em relação a maio de 2021, a produção subiu 0,5%. Nessa comparação, as estimativas variavam de um recuo de 1,1% a alta de 2,7%, com mediana positiva de 0,7%. No acumulado do ano, que tem como base de comparação o mesmo período do ano anterior, a indústria teve uma queda de 2,6%. Em 12 meses, a produção acumula recuo de 1,9%.

De acordo com o IBGE, entre as atividades monitoradas, as influências positivas mais importantes vieram dos grupos máquinas e equipamentos (7,5%) e veículos automotores, reboques e carrocerias (3,7%). Essas duas categorias voltaram a crescer, depois de um recuo no mês anterio (-3,1% e -4,6%, respectivamente).

Ainda segundo o Instituto, também contribuíram positivamente para o indicador os segmentos de produtos alimentícios (1,3%), de couro, artigos para viagem e calçados (9,4%), de máquinas, aparelhos e materiais elétricos (5,5%), de outros equipamentos de transporte (10,3%), de produtos diversos (9,0%), de manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos (7,5%) e de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (3,6%).

"Por outro lado, entre as sete atividades que registraram quedas na produção, indústrias extrativas (-5,6%) e outros produtos químicos (-8,0%) exerceram os principais impactos em maio de 2022, com ambas eliminando parte do ganho acumulado no período fevereiro-abril de 2022: 6,4% e 12,0%, respectivamente", diz a nota do IBGE.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.