GP1

Eleições 2022

Nome de JVC é melhor que Sílvio e Iracema, diz Arthur Feitosa

O membro da executiva estadual do Podemos convidou João Vicente Claudino para se filiar ao partido.

Após confirmar ter feito convite para o ex-senador João Vicente Claudino se filiar ao Podemos, o empresário Arthur Feitosa, membro da executiva estadual do partido, afirmou ao GP1, nesta quinta-feira (28), que o nome de JVC é mais forte que os de Sílvio Mendes (PSDB) e Iracema Portella (Progressistas), que são os pré-candidatos ao governo já definidos pela oposição.

Arthur Feitosa acredita que se JVC decidir disputar o Governo, ele estará melhor posicionado diante do eleitorado do que os outros dois nomes da oposição que já estão postos. Na avaliação do empresário, o ideal seria uma chapa majoritária encabeçada por João Vicente, mas que contasse com Sílvio e Iracema, disputando as vagas de vice e senador.

Foto: Lucas Dias/GP1Arthur Feitosa
Arthur Feitosa

“Apesar dos nomes de Sílvio Mendes e Iracema Portella já estarem nas ruas, acreditamos que o apelo do nome de João Vicente ainda é maior do que o dessas duas pessoas. Se a gente pudesse unir toda a oposição em torno do nome do João Vicente como candidato a governador e do Sílvio e Iracema compondo a chapa de vice e senador acredito que essa chapa seria sim muito competitiva”, declarou.

Oposição unida

O dirigente do Podemos ressaltou que a oposição no Piauí precisa se unir em torno de um único nome. “O que eu acho é que deve ter um esforço concentrado de toda a oposição, porque a desunião só divide e vai continuar o que está aí. O que queremos é unir para dar essa respirada, oxigenada na gestão pública e deixar que a população faça uma avaliação, o que não dá certo é perpetuar um único grupo político no poder, porque aí não é mais democracia, é ditadura”, ressaltou Arthur Feitosa.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.