GP1

Eleições 2022

Iracema Portella sobre pesquisa do Instituto GP1: "resultado de muito trabalho"

Na pesquisa estimulada, Iracema apareceu em terceiro lugar com 13,04% das intenções de votos.

A deputada federal Iracema Portella (Progressistas), pré-candidata ao Governo do Estado, conversou sobre o resultado da primeira pesquisa de intenção de votos do Instituto GP1, publicada na manhã desta terça-feira (23). Ela destacou que o trabalhado que tem realizado nos últimos anos contribuiu para que ela aparecesse em terceiro lugar.

“Vejo esse crescimento do meu nome como resultado de muito trabalho que vem sendo construído ao longo dos anos. Eu sempre tive uma presença forte no interior do estado, sempre fui parceira dos municípios e as pessoas confiam nisso, veem as mudanças nas cidades devido ao meu trabalho”, afirmou a deputada em entrevista ao GP1.

Foto: Lucas Dias/GP1Deputada Iracema Portela
Deputada Iracema Portela

Iracema falou ainda das caravanas que a oposição tem feito pelo estado com objetivo de ouvir as demandas da população. “Acho que tudo isso contribui, assim como as viagens da nossa caravana nos últimos meses. A cada município sinto que reforço os laços com a comunidade, com as lideranças e com os prefeitos”, ressaltou.

“Fiquei feliz de ver que meu nome aparece também na pesquisa espontânea, isso é importante!”, concluiu Iracema Portella.

Pesquisa

O Instituto GP1 divulgou, nesta terça-feira (23), a primeira pesquisa de intenções de votos (estimulada e espontânea) para governador do Piauí. Faltando menos de um ano para as eleições de 2022, seis nomes já se colocaram publicamente na disputa pelo Palácio de Karnak, sendo eles: o secretário de Fazenda Rafael Fonteles (PT), o ex-prefeito Sílvio Mendes (PSDB), a deputada federal Iracema Portella (Progressistas), o professor Washington Bonfim (sem partido), a secretária de Economia Solidária de Teresina Gessy Fonseca (PSC) e Romualdo Seno (DC).

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.