GP1

Eleições 2022

Júlio Arcoverde diz que Sílvio terá apoio de 16 vereadores de Teresina

A fala de Arcoverde desagradou Deolindo Moura que sugeriu uma Moção de Repúdio contra o líder do PP.

O deputado estadual e presidente do Progressistas no Piauí, Júlio Arcoverde, avalia que o pré-candidato a governador do Estado, Sílvio Mendes (União Brasil), deverá conquistar o apoio de mais oito vereadores de Teresina, uma vez que, na contagem da oposição, dos 29 parlamentares, oito já estariam alinhados ao time.

O presidente do PP se pronunciou depois que a Câmara Municipal de Teresina aprovou, em sessão plenária nessa terça-feira (28), uma Moção de Repúdio proposta pelo vereador do PT, Deolindo Moura. O petista afirmou que se sentiu ofendido com o prognóstico de Arcoverde de que no dia 16 de agosto, data de aniversário da Capital, Sílvio teria a adesão total de 16 parlamentares teresinenses.

Foto: Lucas Dias/GP1Júlio Arcoverde
Júlio Arcoverde

“Eles não entenderem ou não viram a reportagem. Eu disse que no dia 16 de agosto, nós apresentaríamos, além dos oito vereadores que estão com a gente, mais oito apoios ao doutor Sílvio. 16 vereadores de uma base de 29. Foi apenas isso, eu não citei nomes, não citei partido. Tem tanta coisa mais importante para tratar na cidade de Teresina do que uma Monção de Repúdio”, alfinetou Arcoverde a imprensa nessa terça-feira (28).

O que disse Deolindo

Nessa terça-feira (28), Deolindo criticou a fala de Júlio Arcoverde tendo apresentado uma Moção de Repúdio. "Nós estamos reagindo a uma declaração que foi pública do deputado Júlio Arcoverde que colocou que os vereadores estarão, no dia 16 de agosto, perfilados depois de ter feito almoço com o Rafael porque o governo não terá mais a caneta junto aos vereadores", disse o petista.

"Quero colocar ao deputado que respeitamos a sua posição e que esperamos que esse desespero não tome conta da campanha eleitoral a ponto de fazer um deputado dar declarações tão absurdas quanto essa, esperamos que a gente possa fazer dessa campanha uma campanha de debate e não de desrespeito", completou Deolindo Moura.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.