GP1

Esportes

Anitta cantará na final da Libertadores entre Flamengo e Palmeiras

Botafoguense, a carioca disse que quer virar musa da torcida rubro-negra caso o time leve o título.
Por Estadão Conteúdo

De volta ao Brasil após temporada nos EUA, a cantora Anitta revelou que irá se apresentar na final da Copa Libertadores da América entre Flamengo e Palmeiras, no sábado, 27, em Montevidéu, Uruguai, às 17h, horário de Brasília. A novidade foi dada pela própria artista durante participação no podcast Podcats, na noite desta terça-feira, 23.

Torcedora do Botafogo, a carioca também se apresentou na final do evento em 2019. Na ocasião, a disputa foi entre River Plate e Flamengo. O time brasileiro saiu campeão por 2 a 1, conquistando seu segundo título na Libertadores. Desta vez, será uma final única com os dois últimos vencedores da disputa.

"Eu vou cantar de novo na final da Libertadores, agora no sábado. Vai ser Flamengo e Palmeiras. Eu não sou Flamengo não, sabe? Eu sou botafoguense. Mas, assim, nas vezes em que eu fui para o Flamengo, o Flamengo ganhou, viu? (Nas vezes) Que eu cantei. O truque é: ‘Eu vou, canto e vou embora’. Aí o Flamengo ganha. É uma loucura”, brincou.

A cantora ainda reafirmou que se o time vencer novamente, vai se consagrar como "pé de coelho". "Se ganharem desta vez, a gente vai comprovar que eu sou. Aí vou querer algum negócio de musa. Mesmo que eu seja Botafogo, vou querer alguma coisa. Porque toda vez que vou (o Flamengo) ganha". Assista:

Anitta já tem experiência de se apresentar em eventos esportivos. Além da Libertadores, ela esteve na final dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, cantou o Hino Nacional minutos antes da largada do GP do Brasil de Fórmula 1 em 207, e também realizou show na festa de encerramento da Copa América, no estádio do Maracanã, em 2019.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.