Fechar
GP1

Esportes

Vini comenta condenação de torcedores: "eu sou algoz de racistas"

A sentença de oito meses foi proferida nessa segunda-feira (10), pela Justiça da Espanha.

O atacante do Real Madrid, Vini Jr comentou em suas redes sociais a condenações dos três torcedores do Valencia por racismo cometido contra ele. Em comentário publicada no X, o jogador brasileiro afirmou que espera que a condenação faça com que os racistas “tenham medo, vergonha e se escondam nas sombras”.

A sentença de oito meses foi proferida nessa segunda-feira (10), pela Justiça da Espanha. Os três torcedores foram enquadrados no artigo do Código Penal que aborda sobre “crime contra a integridade moral”, com agravante de “discriminação por motivos racistas”. O crime aconteceu em 2023, durante jogo entre o Real Madrid e Valencia, no estádio Mestalla.

Ainda em sua postagem, Vini disse que muitos pediram para que desistisse da luta e que ignorasse os casos. No entanto, o jogador brasileiro seguiu em busca de justiça. “Muitos pediram para que eu ignorasse, outros tantos disseram que minha luta era em vão e que eu deveria apenas 'jogar futebol'. Mas, como sempre disse, não sou vítima de racismo. Eu sou algoz de racistas".

As três condenações penais por racismo foram as primeiras da história da Espanha, o que aponta a importância da luta do atleta brasileiro no andar do processo. Vini Jr finaliza o seu pronunciamento relembrando que sempre estará para cobrar penalidades em casos de racismo. “Que os outros racistas tenham medo, vergonha e se escondam nas sombras. Caso contrário, estarei aqui para cobrar”.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.