GP1

São Luís - Maranhão

Acusado de liderar Bonde dos 40 em Timon é preso pela Polícia Civil

A facção é apontada como responsável pelo duplo assassinato ocorrido no Tribunal do Crime em Timon.

A Polícia Civil do Maranhão prendeu um homem identificado como Johnny Willer Rodrigues de Sousa, mais conhecido como “Mentor”, acusado de integrar uma organização criminosa responsável pelo duplo assassinato ocorrido no Tribunal do Crime em Timon, ocasião em que as jovens Maria Eduarda e Joyce Ellen cavaram a própria cova antes de serem mortas no dia 21 de março deste ano.

Apontado como um dos líderes da Facção Bonde dos 40 em Timon, Johnny Willer era considerado foragido da Justiça e acabou sendo localizado pela Polícia Civil nesta segunda-feira (11).

Atualmente, estão presas sete pessoas, dentre elas seis mulheres. Além disso, uma adolescente está apreendida e uma mulher identificada como Luzilene Ferreira dos Santos, vulgo Morena, está foragida.

Foto: Reprodução/WhatsAppAdolescentes assassinadas no bairro Parque Aliança, em Timon
Adolescentes assassinadas no bairro Parque Aliança, em Timon

De acordo com a Polícia Civil, as investigações que já duram aproximadamente sete meses, ainda aguardam a apreciação do Poder Judiciário do Maranhão quanto a pedidos de novas prisões, que estão emperrados há cerca de 2 meses, além de pedidos de quebra de dados telefônicos, que foram feitos há quase três meses.

A princípio, somente foram denunciados os envolvidos diretamente nos crimes, aqueles que torturaram as jovens, os que as executaram e ocultaram os cadáveres. Os investigados ligados à organização criminosa, como Johnny Willer, poderão ser indiciados por organização criminosa.

A Delegacia de Homicídios de Timon recebeu na última semana informações do declínio de competência da Vara de Execuções de Timon para que o processo tramite na 1° Vara Criminal de São Luís-MA, cuja atribuição é exclusiva no combate a organizações criminosas.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.