Teresina - PI

100 funcionários da construtora Garantia paralisam atividades

A greve é referente ao atraso salarial do mês de novembro, 13º e o adiantamento da quinzena.

Laura Moura
Teresina
- atualizado

Funcionários da construtora Garantia paralisaram, nesta terça-feira (19), por conta dos atrasos salariais. São mais de 100 trabalhadores que estão em greve por não receberem os pagamentos referentes ao mês de novembro, 13º e o adiantamento da quinzena.

  • Foto: Divulgação/SitricomFuncionários paralisam nesta terça-feiraFuncionários paralisam nesta terça-feira

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Sitricom), Carlos Magno, falou mais sobre o assunto. “Nós tivemos hoje pela manhã na Procuradoria do Ministério Público do Trabalho, mas o procurador só chega 11h30min. Então, os trabalhadores foram para casa e por isso, amanhã estaremos lá de novo até a empresa dar um posicionamento cabível sobre o caso”, explicou.

  • Foto: Divulgação/SitricomEmpresa GarantiaEmpresa Garantia

O presidente revelou também que a empresa relatou que a Caixa Econômica está em débito e por isso está acontecendo esses atrasos de pagamento. Outros funcionários que entraram de férias recentemente também não receberam o salário.

Outro lado

Nenhum representante da empresa foi localizado para comentar o caso nesta terça-feira (19). O GP1 está aberto para esclarecimentos.

Mais conteúdo sobre: