Parnaíba - PI

Ação contra Zé Hamilton volta a tramitar na Justiça Federal no Piauí

A ação penal foi distribuída nesta segunda-feira (01) a 1ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí.

Gil Sobreira
Teresina
- atualizado
  • Foto: Lucas Dias/GP1 Zé HamiltonZé Hamilton

A ação penal em que é réu o deputado estadual e ex-prefeito de Parnaíba, Jose Hamilton Castelo Branco, acusado de peculato, infração tipificada no art.1º, inciso I, do Decreto Lei 201/67, juntamente com Antonio Pereira de Alencar, Elmar Ribeiro Coelho, Josemar Ribeiro Coelho e Alberto Dias Candeira Júnior, acusados de estelionato qualificado e formação de quadrilha, passou a tramitar novamente na Seção Judiciária do Piauí após o tramite no Tribunal Regional Federal por prerrogativa de função (foro privilegiado). A ação penal foi distribuída nesta segunda-feira (01) a 1ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí.

José Hamilton é acusado de ter cometido diversas irregularidades na prestação de contas do convênio n.° 1.754/94 celebrado com o Ministério da Saúde/Fundo Nacional de Saúde cujo objeto consistia em dar apoio técnico e financeiro a implementação do programa de atendimento aos desnutridos e às gestantes de risco nutricional.

O ex-prefeito é acusado de ter recebido através do convênio o valor de R$ 481.332,45 para adquirir 154.277 quilos de leite e 19.100 latas de óleo, mas só recebeu 25.000 quilos de leite e 3.000 latas de óleo, no entanto, o pagamento foi feito integralmente pela prefeitura.

A denúncia foi recebida por unanimidade em 11/10/ 2006 pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Na ocasião a Juíza Maria Lúcia Gomes – então relatora convocada - assim se manifestou em seu relatório: “De tudo o que foi narrado, tem-se, em princípio, que o processo licitatório para a compra do leite em pó e do óleo de soja foi fraudado; que os denunciados Antônio Pereira de Alencar, Elmar Ribeiro Coelho, Josemar Ribeiro Coelho e Alberto Dias Candeira Júnior, na verdade, se mancomunaram para a prática do crime de estelionato contra a Prefeitura de Parnaíba; e que, também, em princípio, há indícios de autoria por parte do Prefeito José Hamilton Furtado Castelo Branco de ter desviado em proveito alheio de recursos recebidos do Convênio 1.750/94, celebrado com o Ministério da Saúde (FNS) e antecipar pagamento a credor do Município, sem vantagem para o erário.”

O deputado também é réu por infração art.1º, Inciso XII, do Decreto Lei 201/67 (Antecipar ou inverter a ordem de pagamento a credores do Município, sem vantagem para o erário).

Outro Lado

Procurado, Zé Hamilton não foi localizado para comentar o caso.