Teresina - PI

Aretha Dantas era filha de um servidor da Câmara de Teresina

Todos os vereadores da capital deverão participar do velório da cabelereira que acontece no bairro Bela Vista, zona sul.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Teresina, desta quarta-feira (16), foi aberta e logo em seguida, encerrada pelo presidente da Casa, vereador Jeová Alencar. O ato foi em respeito a morte da cabeleireira Aretha Dantas Claro, 32 anos, que foi brutalmente assassinada na madrugada desta terça-feira (15), na Avenida Maranhão, zona sul da Capital.

  • Foto: Facebook/Aretha ClaroAretha ClaroAretha Claro

Ela era filha do servidor da Câmara Aldir Claro. Todos os vereadores da capital deverão participar do velório da cabelereira, que acontece no bairro Bela Vista, zona sul.

O caso

A identificação de Aretha Dantas Claro só foi revelada pela Polícia Civil no final da tarde desta terça-feira (15). A mulher foi assassinada com várias facadas, além de ter sido atropelada, de acordo com testemunhas que presenciaram o ocorrido.

O crime aconteceu na Avenida Maranhão, próximo a ponte da Tabuleta. A polícia foi comunicada do fato por volta das 4h30 da madrugada de ontem, sob informação de que um veículo parou próximo a vítima, o motorista desceu do carro e começou a desferir várias facadas na cabelereira. Logo em seguida, o acusado retornou ao veículo e a atropelou.

A família aponta o ex-campanheiro de Aretha como principal suspeito.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Mulher morre após ser esfaqueada e atropelada na Avenida Maranhão

Polícia identifica mulher encontrada morta na Avenida Maranhão