Altos - PI

Detentos constroem barraco na Colônia Agrícola Major César Oliveira

“É mais uma situação que mostra o tratamento do governo com o sistema prisional do Estado do Piauí, já que está um caos generalizado”, criticou Kleiton Holanda.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi) divulgou, nesta quinta-feira (04), um vídeo que mostra um casebre construído por três detentos dentro da Colônia Agrícola Major César Oliveira, em Altos. O caso já foi denunciado ao Ministério Público.

Segundo o presidente do Sinpoljuspi, Kleiton Holanda, a construção encontrada simboliza a falta de compromisso do Governo do Estado com o sistema prisional do Piauí. “Me parece que ninguém enxerga e, se enxerga, não quer fazer seu papel constitucional, que é cobrar do gestor. Fica o sindicato a todo momento tendo que recuperar e reparar situações que ferem os sentidos da legalidade e solicitar medidas administrativas”, afirmou.

“É mais uma situação que mostra o tratamento do governo com o sistema prisional do Estado do Piauí, já que está um caos generalizado”, criticou.

Nas imagens é possível ver o barraco dentro da área do presídio com algumas camas, redes, fogão, TV, entre outros móveis próprios. A iluminação do local foi feita de forma clandestina.

O casebre foi construído ao lado da casa onde uma criança foi encontrada em 2017. Ela estava embaixo da cama de um condenado por estupro.

A entidade vai encaminhar um oficio à Secretaria de Justiça a respeito da construção, nessa sexta-feira (05). “Que tome imediatamente uma providência, antes que outros barracos sejam erguidos e vire uma favela generalizada”, finalizou Holanda.

Audiência

Na manhã desta quinta, foi realizada uma audiência da Justiça Federal para tratar sobre os problemas da Major César. Dentre os pontos discutidos, enfatizou-se a superlotação, a falta de estrutura e servidores da penitenciaria e principalmente, a residência que já foi desativada pela Secretaria de Justiça.

Rebelião

Na terça-feira (02), os detentos da Major César Oliveira fizeram uma rebelião. Dois agentes penitenciários foram feridos a pedradas. O Sinpoljuspi ainda informou que 200 presos fugiram após a rebelião, fato que foi negado pela Sejus.

Outro lado

Em nota, a Sejus afirmou que está investigando o fato para que se tomem, de imediato, as providências cabíveis.

Confira a nota na íntegra:

Sobre denúncias veiculadas na imprensa, da existência de um casebre improvisado dentro da Penitenciária Major César, que seria ocupado por alguns detentos, a Sejus informa que está investigando o fato para que se tomem, de imediato, as providências cabíveis.

Com colaboração da repórter Antônia Letícia

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Sejus nega fuga de 200 presos da Major César durante rebelião

Presos fazem rebelião na Major César e deixam agentes feridos

Criança de 13 anos é encontrada na Colônia Agrícola Major César