Política

Elmano diz que país não tem condições de realizar eleição este ano

"Na verdade, é um desserviço ao Brasil ter eleição a cada dois anos", disse o senador durante entrevista ao GP1.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O senador Elmano Férrer (Podemos) voltou a defender o adiamento das eleições municipais deste ano para o pleito de 2022. Durante entrevista ao GP1 nesta terça-feira (31), ele afirmou que o País não tem condições de realizar o pleito deste ano diante da crise de coronavírus (covid-19).

Férrer disse que realizar eleições a cada dois anos é um “desserviço ao Brasil” e, que por isso, tem buscado apoio dos colegas de Senado para aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de sua autoria para unificar os pleitos.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Senador Elmano Férrer Senador Elmano Férrer

“A situação tem mostrado que o Brasil não tem a menor condição de realizar eleições este ano. Na verdade, é um desserviço ao Brasil ter eleição a cada dois anos. Nós já temos o apoio de 14 senadores a nossa PEC. E tem outros que já acenaram para o apoio, mas pediram apenas um tempo para ver como as coisas vão caminhar”, disse Férrer.

Elmano explicou que para a tramitação da proposta é necessário o apoio de 27 senadores. “Vamos aguardar eu acredito que vamos conseguir essas assinaturas dos colegas”, disse o senador do Podemos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Elmano Férrer protocola PEC para adiar eleições municipais

Covid-19: Elmano Férrer vai votar a favor de auxílio de R$ 600