Teresina - PI

Empresário é preso pela Polícia Federal na Operação Integração

O empresário, que é dono de uma concessionária de veículos localizada na Avenida Barão de Gurgueia, foi preso na casa da mãe, uma suplente de vereadora de Timon.

Raisa Brito
Chefe de Redação
Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

Dono de concessionária é preso durante operação da Polícia Feral

A Polícia Federal prendeu em flagrante na manhã desta quarta-feira (09), o empresário Waldiston dos Santos Oliveira, na cidade de Timon, durante a Operação Integração. O empresário, que é dono de uma revendedora de veículos localizada na Avenida Barão de Gurgueia, na zona sul de Teresina, foi preso na casa da mãe, uma suplente de vereadora de Timon que não teve o nome relevado pela polícia.

A Operação Integração foi deflagrada nas primeiras horas da manhã de hoje, pela Polícia Federal em parceria com a Divisão Estadual de Narcóticos de Timon (Denarc) e com o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) do Ministério Público do Estado do Maranhão. A ação tinha como objetivo cumprir sete mandados de busca e apreensão em endereços ligados a Waldiston dos Santos, nas cidades de Teresina e em Timon. Ele é suspeito de protocolar documentos falsos na Polícia Federal com intuito de adquirir o porte de uma arma de fogo.

De acordo com a PF, as investigações tiveram início após constatação de que o investigado inseriu declaração falsa em documento público, falsificou documentos e os utilizou para instruir processo de aquisição de arma de fogo protocolado na Polícia Federal em Teresina. Ele teria escondido condenação por tráfico de drogas no Maranhão para dar entrada no processo. A arma em questão, foi apreendida pela PF durante a prisão do empresário.

Início da investigação

O GP1 apurou que Waldiston dos Santos já havia sido preso no ano de 2014 durante uma operação da Polícia Federal em parceria com a Polícia Civil do Maranhão. Na ocasião, ele estava sendo investigado por suposta participação em assalto a uma agência dos Correios. Ele foi alvo da operação e durante cumprimento de mandados de busca e apreensão em endereços ligados a ele, acabou sendo preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e drogas. Ele foi solto dias depois.

Já na operação de hoje, Waldiston dos Santos também foi alvo de mandados de busca. Ao chegar à residência da mãe do investigado, a Polícia Federal flagrou o empresário em posse de duas armas de fogo - uma carabina e uma pistola - sendo que uma delas foi adquirida com documentação falsa, fato este que ensejou na ação da PF de hoje.

NOTÍCIA RELACIONADA

Polícia Federal deflagra operação nas cidades de Teresina e Timon