Teresina - PI

Empresário registra B.O. contra Equatorial Piauí após 48h sem energia

Sem energia desde sexta-feira (14), Érico relatou ao GP1 que próximo a sua casa vários fios de alta tensão estão espalhados pelo chão, podendo inclusive causar um acidente.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

Após passar dois dias sem fornecimento de energia elétrica, o empresário Érico Gonçalves do Monte, morador do povoado Taboca do Pau Ferrado, na zona rural de Teresina, registrou um Boletim de Ocorrência no 21º Distrito Policial contra a Equatorial Piauí. O empresário contatou o GP1 e informou que está sem energia desde sexta-feira (14), bem como outros bairros da capital.

“Fiz um Boletim de Ocorrência porque vou pleitear uma ação indenizatória, vou convocar o pessoal da região toda para nos juntarmos e promovermos uma ação coletiva”, explicou.

  • Foto: DivulgaçãoBoletim de Ocorrência contra Equatorial PiauíBoletim de Ocorrência contra Equatorial Piauí

“Debocham da gente”

O empresário disse ainda que desde sexta entra em contato com a Equatorial pelo número 0800 disponibilizado pela distribuidora, mas que a impressão que dá é que os funcionários do Call Center debocham dos consumidores.

“Quando a gente liga eles fazem pouco da cara da gente. Os funcionários do Call Center debocham da cara do cidadão. A gente entra em contato com eles o tempo todo e eles debocham da gente, fazem pouco, dizem que estão mandando, que a equipe está a caminho, que a equipe está realizando o trabalho e nada é feito”, afirmou.

Fios de alta tensão no chão

O empresário é dono de um posto de combustíveis no povoado, na mesma rua que fica localizada sua residência. Érico relatou ao GP1 que próximo a sua casa vários fios de alta tensão estão espalhados pelo chão, podendo inclusive causar um acidente. O empresário é pai de duas crianças pequenas.

“Mesmo a gente relatando que existe fio de alta tensão caídos e que isso pode gerar acidente e machucar alguma pessoa, eles não vêm. Sem falar que estamos tendo prejuízo. Tenho um posto de gasolina na frente da minha casa que tá sem energia também”, continuou.

Medo de denunciar

Érico disse ainda que muitas pessoas não denunciam a Equatorial por medo. “Estou falando por mim, mas represento vários moradores dessa rua, inúmeras pessoas que não sabem o que fazer, pessoas que não sabem denunciar, que tem medo. As pessoas têm medo de denunciar”, prosseguiu o denunciante.

Comidas estragando

“A vizinhança é repleta de pessoas simples e humildes que estão com os alimentos estragando na geladeira, que estão sem um ventilador para dormir. Está causando um transtorno imenso na gente”, disse.

Cobrança indevida

O empresário citou ainda que mesmo sem o fornecimento da energia elétrica, um funcionário da Equatorial fez a leitura do contador. Como estava sem energia e o contador não informa corretamente e leitura do mês, Erico informou que iria ser cobrado a média.

“Como se não bastasse isso, ontem veio um leitorista da Equatorial na minha casa e simplesmente fez uma leitura na qual não existia. Como o cara chega para fazer uma leitura e o contador está apagado. Como é que ele vai fazer essa leitura. Ele tirou a média, mas eu não quero a média. Meu imóvel não está abandonado, ele está sem energia. Quero que seja feita a leitura e cobrado o valor correto”, contou.

“O valor da minha energia gira em torno de 1400, 1300 reais. Só que com o inverno, ele está vindo mais barato. Esse mês calculei que viria uns 900 reais, só que ele calculou como 1135 reais. Isso foi um abuso. Eu não quero média, meu imóvel não está jogado, está sem energia”, finalizou.

Outro lado

Procurada neste domingo (16) a Equatorial Piauí informou por meio de nota que atende de forma prioritária ocorrências mais complexas e que a energia foi restabelecida na região ainda na manhã deste domingo.

Confira a nota na íntegra:

A Equatorial Piauí esclarece que já identificou ocorrência na região do Bairro Taboca do Pau Ferrado ontem (15), e que equipes da Distribuidora foram deslocadas para atendimento emergencial e reestabelecimento do fornecimento de energia, o que ocorreu ainda na manhã de hoje (16). A Equatorial Piauí reforça que segue atendendo de forma prioritária, ocorrências mais complexas, envolvendo maior número de clientes atingidos ou em riscos de acidentes com rede elétrica.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Moradores ateiam fogo em pneus em protesto contra Equatorial Piauí

Sem energia, moradores bloqueiam carro da Equatorial no Renascença

Moradores estão há dois dias sem energia elétrica no Lourival Parente

Moradores do bairro São João estão há quase 48h sem energia elétrica

Mais conteúdo sobre: