Brasil

Ex-primeira-dama Marisa Letícia morre aos 66 anos em São Paulo

O óbito foi constatado às 18h57, segundo boletim médico.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

Morreu no início da noite desta sexta-feira (03), a ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, 66 anos. Ela estava internada no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde o dia 24 de janeiro após sofrer um AVC hemorrágico (Acidente Vascular Cerebral) provocado pelo rompimento de um aneurisma.

Segundo o G1, a equipe médica realizou dois testes para constatada a morte cerebral. O primeiro ocorreu às 12h05 e o segundo, às 18h05. O óbito foi constatado às 18h57, segundo boletim médico.

  • Foto: Leonardo Soares/Estadão ConteúdoMarisa LetíciaMarisa Letícia

Na noite de quarta-feira (01), o médico que chefia a equipe do Hospital Sírio-Libanês, Kalil Filho, informou uma piora no quadro clínico da ex-primeira-dama que voltou a ser sedada, já que o sedativo havia sido retirado na terça.

Já no dia seguinte, quinta-feira (02), um boletim informou que um exame doppler transcraniano identificou a ausência de fluxo cerebral. Com a ausência de atividade cerebral constatada pelos exames, ela permaneceu respirando com a ajuda de aparelhos e a família autorizou a doação dos órgãos.

"A família Lula da Silva agradece todas as manifestações de carinho e solidariedade recebidas nesses últimos 10 dias pela recuperação da ex-primeira-dama Dona Marisa Letícia Lula da Silva. A família autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos", dizia o post publicado na página oficial do ex-presidente Lula.

Mais conteúdo sobre: