Campo Maior - PI

Filho de coronel e outros 4 são presos por explodir bancos em Campo Maior

O chefe de Cartório da 5ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Maior, Baker Martins, confirmou ao GP1 a identificação dos presos.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

A Força-Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) já prendeu cinco acusados de participar do roubo a duas agências bancárias em Campo Maior. Os policiais seguem em diligências na tentativa de localizar mais criminosos. Dentre os presos está o filho do coronel Francisco Prado, ex-comandante da PM-PI.

Segundo o chefe de Cartório da 5ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Maior, Baker Martins, os acusados foram identificados como Dyego Harmando Cardoso Rocha, Hassan Rufino Borges Prado Aguiar, Emerson Souza Da Silva, Vinicius Pereira Da Silva Junior, Josenverton Dos Santos Sousa. Sendo que Hassan Rufino Borges Prado Aguiar, é filho do coronel Francisco Prado, ex-comandante da PM-PI, que morreu em abril de 2015.

“Divulgamos hoje, os membros da quadrilha que já foram presos e a identificação deles, com nome completo, eles têm envolvimento direto no roubo, já teve os cinco mortos em Cocal e as diligências continuam ainda na região da cidade”, informou.

  • Foto: Divulgação/PC-PIMembros da quadrilha presos pela políciaMembros da quadrilha presos pela polícia

Cinco mortos em Cocal

Cinco bandidos suspeitos de integrar quadrilha que roubou duas agências bancárias de Campo Maior, na última terça-feira (30), foram mortos durante confronto com a Polícia Militar do Piauí e do Ceará, na manhã deste domingo (05), no município de Cocal, região Norte do Estado.

Segundo informações do major Etevaldo, comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar de Campo Maior, houve confronto entre a PM e os bandidos. “Eles resistiram à abordagem policial e houve o confronto com a polícia, e foram alvejados e mortos lá em Cocal”, afirmou.

Ainda de acordo o major, foi montada uma operação para prender os envolvidos nos assaltos. “Nós estamos numa barreira na região de Barras, que é outra região onde eles estão escondidos, nós permanecemos por aqui, mas eles se dividiram, parte da quadrilha foi para Cocal e outra se encontra na região de Barras e Batalha”, declarou.

Os corpos dos suspeitos foram encaminhados para o hospital de Cocal onde aguardam uma equipe do Instituto Médico Legal para fazer a remoção.

Seis suspeitos ainda foragidos

Ainda de acordo com a Polícia Civil de Campo Maior, seis suspeitos dos ataques ainda estão escondidos na mata no município de Cocal. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI), participaram da ação policiais do GRECO, Diretoria de Inteligência da SSP-PI, Polícias Civil e Militar de Campo Maior, Piracuruca, Piripiri, Barras, Batalha, RONE, BOPE, Divisão de Operações Especiais da PC-PI e COTAR do Ceará com apoio aéreo.

Relembre o caso

Na última terça-feira (30), criminosos fortemente armados explodiram duas agências bancárias no centro de Campo Maior. Aproximadamente 15 homens entraram nas agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, explodiram os bancos e, em seguida, se dirigiram aos cofres, de onde levaram o dinheiro.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Suspeitos de roubar bancos em Campo Maior são mortos em confronto com a PM

PM troca tiros com bandidos durante perseguição em Piracuruca

Quadrilha explode duas agências bancárias em Campo Maior