Teresina - PI

Grávida acusada de comandar boca de fumo é presa na Água Mineral

De acordo com o coordenador da DEPRE, delegado Cadena Júnior, Joana d’Arc já havia sido alvo de outras duas ações. Dessa vez, ela passou mal e teve que ser levada para o hospital.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

Uma ação dos policiais da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão ao Entorpecente (DEPRE) terminou com a prisão de uma mulher grávida de 8 meses, identificada como Joana d'Arc Rodrigues de Oliveira, acusada de comandar uma boca de fumo que funcionava em uma lanchonete de fachada nesta quinta-feira (13), no bairro Água Mineral, zona norte de Teresina. Outras duas pessoas, identificadas como Herlanilson Rodrigues da Silva e Laércio Conrado da Silva também foram presas.

De acordo com o coordenador da DEPRE, delegado Cadena Júnior, Joana d’Arc já havia sido alvo de outras duas ações, no entanto, não havia sido encontrado nenhum tipo de droga. Os trabalhos de investigação continuaram e os policiais, sob o comando do delegado Marcelo Dias, verificaram uma movimentação intensa no local onde estava ocorrendo o tráfico de drogas.

  • Foto: Divulgação/DEPREJoana acabou presaJoana acabou presa

“O mandado de busca foi expedido para a casa da Joana d’Arc. Essa foi a terceira busca realizada lá. Na primeira, foi encontrada uma arma e ela foi presa em flagrante por porte ilegal de arma, na segunda não foi encontrado nada e na terceira os investigadores viram uma investigação muito grande. O delegado pediu o mandado de busca e, através de uma campana, os policiais viram a movimentação suspeita e invadiram a residência”, explicou.

  • Foto: Helio Alef/GP1CadenaCadena

No local foram encontrados mais de R$ 2 mil em dinheiro trocado, com cédulas de vários valores, 15 pedras de crack, 20 invólucros contendo Skank, dois invólucros maiores contendo maconha, mais um involucro contendo uma pedra maior de crack, além de uma faca usada para dividir a droga.

  • Foto: Divulgação/DEPREMaterial encontrado na residência da suspeitaMaterial encontrado na residência da suspeita

Ao ser conduzida para a DEPRE, Joana d’Arc passou mal e teve que ser encaminhada para o hospital, de onde foi liberada pela equipe médica somente na madrugada desta sexta-feira (14). Todos os presos foram autuados por tráfico de entorpecentes e associação para o tráfico.

  • Foto: Divulgação/DEPRELocal funcionava como uma lanchonete de fachadaLocal funcionava como uma lanchonete de fachada
Mais conteúdo sobre: