Coronavírus no Piauí

HU-UFPI disponibiliza novos leitos para pacientes com covid-19

São 37 leitos para internação de pacientes acometidos pelo novo coronavírus (Covid-19), sendo 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 17 leitos de enfermaria.

- atualizado

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI), filiado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), já disponibiliza 37 leitos para internação de pacientes acometidos pelo novo coronavírus (Covid-19), sendo 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 17 leitos de enfermaria. Deste total, são 11 os novos leitos: 5 de UTI e 6 de enfermaria.

A ampliação dos leitos de UTI da Ala Covid do Hospital foi possível devido à habilitação feita pelo Ministério da Saúde, além da contratação de pessoal autorizada pela Ebserh e recursos adicionais para tal finalidade.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Hospital Universitário da Universidade Federal do PiauíHospital Universitário da Universidade Federal do Piauí

De acordo com o Gerente de Atenção à Saúde do HU-UFPI, Jonatas Melo Neto, a habilitação dos novos leitos vem garantir o tratamento de mais pacientes graves acometidos pela doença. “Com essa ampliação, teremos agora, no Hospital Universitário, um total de 37 leitos, com os quais podemos intensificar a prestação de assistência segura, qualificada e adequada aos pacientes”, afirma.

O Superintendente do HU-UFPI, José Miguel Parente, ressalta que essa ampliação resulta em um significativo reforço para as ações de enfrentamento da Covid-19 no Piauí. “Estamos ampliando a capacidade de assistência aos pacientes mais graves, tanto com novos leitos como com outras ações, a exemplo da contratação temporária de profissionais”, enfatiza.

Desde abril deste ano, o HU-UFPI já contratou 77 novos profissionais temporários para reforçar o quadro da equipe multiprofissional que presta assistência e cuidado aos pacientes com Covid-19.

Funcionamento

Os pacientes encaminhados para o Hospital Universitário são regulados pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), não havendo demanda livre, com atendimento a pessoas que chegarem ao Hospital fora do sistema de Regulação. “Os pacientes são atendidos, inicialmente, nas unidades básicas de saúde e nos hospitais já definidos para o primeiro atendimento e, posteriormente, esses pacientes são encaminhados para o HU-UFPI, obedecendo ao sistema de regulação, operacionalizado pelo gestor do SUS em Teresina”, explica José Miguel Parente.